Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Economia chinesa cresce 6,7% no segundo trimestre

A variação homóloga foi semelhante à registada nos primeiros três meses de 2016 e ligeiramente superior à esperada pelos analistas. Pequim acredita que a este ritmo será possível atingir a meta de crescimento para este ano, mas com cautelas.

A quinta posição é ocupada pelo secretário-geral do Partido Comunista Chinês, Xi Jinping. Segundo a Forbes o líder chinês “lutou mais do que os seus antecessores contra a corrupção e a favor de maiores alianças na área económica e na área da segurança”.
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 15 de Julho de 2016 às 07:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A segunda maior economia do mundo avançou entre Abril e Junho a um ritmo de 6,7% em relação ao mesmo período do ano passado, um desempenho ligeiramente melhor do que o esperado pelos analistas, que apontavam para um crescimento de 6,6%.

O valor é semelhante ao verificado na evolução homóloga do primeiro trimestre. Em cadeia (face ao trimestre anterior), o produto interno bruto (PIB) chinês avançou 1,8% de acordo com os números divulgados esta sexta-feira pelo gabinete oficial de estatísticas de Pequim.

O instituto estatístico, apesar de alertar para as pressões negativas que a economia chinesa ainda enfrenta, considera que os números dos dois primeiros trimestres constituem uma base favorável para que o objectivo de crescimento de 2016 – entre 6,5% e 7% - seja atingido.

As autoridades chinesas procuram estimular o crescimento económico com maior disponibilidade de crédito e investimentos públicos, o que não afasta preocupações com a alavancagem excessiva dos estímulos e os atrasos nas reformas, que podem comprometer o crescimento no médio prazo.

Em 2015, penalizada pela queda na procura interna e externa e pelo arrefecimento do investimento privado, a economia chinesa cresceu 6,9%, o ritmo mais lento em mais de duas décadas.

As praças asiáticas seguem a negociar em terreno positivo depois de conhecidos os dados, com Xangai a apreciar 0,12% para 3.057,78 pontos e Hong Kong a ganhar 0,17% para 21.598 pontos.

Ver comentários
Saber mais china pib economia ásia
Outras Notícias