Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EUA comprometem-se a pressionar Argentina na indemnização à Repsol

O governo dos Estados Unidos e de Espanha estiveram reunidos. A expropriação da Repsol na argentina YPF foi um dos temas em cima da mesa.

Senado argentino vota por larga maioria a favor da nacionalização da YPF
Negócios 16 de Janeiro de 2013 às 19:51
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Os Estados Unidos da América comprometeram-se com Espanha a pressionar a Argentina para que pague um preço justo à Repsol pela expropriação da YPF, ocorrida no ano passado, avança a "Europa Press".

 

A revelação terá sido feita pelo ministro espanhol dos Assuntos Exteriores, José Manuel García-Margallo, que reconheceu, ainda, ter-se queixado à Administração Obama do acordo firmado entre a petrolífera norte-americana Chevron com a YPF, para a exploração de petróleo na reserva de Vaca Muerta na Argentina. O acordo foi feito já depois da expropriação.

 

O ministro espanhol terá confirmado, numa conferência para investidores, que abordou o assunto esta semana com os norte-americanos. A secretária de Estado-adjunta para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Roberta Jacobson, visitou segunda e terça-feira Madrid, no âmbito do qual teve reuniões com o ministro espanhol. "Falei com os americanos porque a Chevron está a fazer alguns movimentos não muito apropriados", contou García-Margallo. No entanto, a Administração Obama terá dito que sobre a Chevron nada poderá fazer, mas terá dado o compromisso de "continuar a pressionar" a Argentina para que a Repsol receba uma indemnização justa pela expropriação.

 

O caso está em disputa, tendo a Repsol apresentado queixa junto do CIADI (Centro Internacional para Arbitragem de Disputas sobre Investimentos), sob a égide do Banco Mundial, contra a Argentina. Também recorreu aos tribunais americanos contra a Chevron, pedindo também uma indemnização por danos e prejuízos resultantes do memorando de entendimento que a petrolífera americana assinou com a YPF. Segundo a Repsol, escreve a "Europa Press", o acordo entre a YPF e a Chevron, assinado a 14 de Setembro último, não é válido pois foi assinado por representantes da empresa argentina que, no entender da Repsol, não têm poderes para assinar um contrato desses, já que foram nomeados indevidamente em assembleia geral.

Ver comentários
Saber mais Repsol YPF Argentina Espanha Estados Unidos da América Chevron
Outras Notícias