Mundo Exército sírio pode recuperar cidade histórica de Palmira

Exército sírio pode recuperar cidade histórica de Palmira

Os soldados sírios estão a cerca de um quilómetro de Palmira e acreditam que a podem recuperar nas próximas horas. O Daesh já pediu aos civis para abandonarem a cidade.
Exército sírio pode recuperar cidade histórica de Palmira
Reuters
Negócios com Lusa 24 de março de 2016 às 11:57

A agência Reuters noticia que o exército sírio pode, muito em breve, recuperar a cidade histórica de Palmira – ocupada em Maio de 2015 pelo autoproclamado Estado Islâmico. O exército pode estar, segundo a agência, a apenas um quilómetro da cidade.

Perante a possibilidade de o exército sírio tomar a cidade nas próximas horas, o Estado Islâmico já apelou aos cerca de 15 mil civis ainda no interior de Palmira que abandonem a cidade.

"O Estado Islâmico disse aos altifalantes para os civis ainda em Palmira saírem porque os combates chegaram à periferia da cidade", revelou, segundo a agência Lusa, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O ataque das tropas sírias é o culminar de uma ofensiva que o exército lançou no início do mês, com o apoio de intensos raides aéreos russos.

Das 70 mil pessoas que habitavam a cidade apenas 15 mil permaneceram após a entrada do Daesh, autodenominado Estado Islâmico. "A grande maioria já tinha fugido. Só ficaram para trás aqueles que são demasiado pobres para fugirem", explicou o director do Observatório, Rami Abdel Rahman.

Após a entrada em Palmira, o Estado Islâmico lançou uma campanha sistemática de destruição dos monumentos classificados pela UNESCO como património mundial, fazendo explodir templos e pilhando relíquias que datam de há 2.000 anos.

A sua recaptura será vista como uma vitória estratégica, mas também simbólica, do presidente sírio, Bashar al-Assad, já que quem controla a cidade também controla o vasto deserto que se estende do centro da Síria até à fronteira com o Iraque, afirmam analistas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI