Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Exportações dos emergentes superam as da Zona Euro

Os países desenvolvidos estão a perder quota de exportações para os países emergentes. Pela primeira vez, a quota de exportações dos países em vias de desenvolvimento superou a quota dos 17 países da Zona Euro. Nove dos vinte maiores exportadores já são emergentes, com a China no primeiro lugar.

Andreia Major amajor@negocios.pt 05 de Dezembro de 2011 às 15:55
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
A crise mundial estabeleceu duas velocidades para o crescimento das economias mundiais.

Os países desenvolvidos, cujo PIB estagnou ou irá manter um crescimento fraco durante os próximos anos, e os países emergentes, com crescimentos anuais superiores a 4%.

De acordo com o "Cinco Días", já existem previsões sobre quando é que os países emergentes irão ultrapassar os desenvolvidos, e passarão a representar o maior peso na economia mundial.

Segundo um relatório da PwC, o PIB dos sete maiores países emergentes (China, Índia, Brasil, Rússia, México, Indonésia e Turquia) irá superar o produto interno bruto dos sete países mais desenvolvidos (Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá) em 2020.

No entanto, essa data poderá ser antecipada tendo em conta os dados mundiais do comércio internacional. Entre Janeiro e Setembro, a quota exportadora dos países emergentes elevou-se a 26,6% do total mundial, superando pela primeira vez a percentagem atingida pelos 17 países da Zona Euro, de 25,9%.

A contribuir para estes números estiveram dois factores. Em primeiro lugar, o forte crescimento de alguns países emergentes e, em segundo lugar, a perda generalizada de quota de mercado dos países desenvolvidos da Zona Euro.

Entre os países em desenvolvimento, o aumento mais significativo teve lugar na Rússia, que subiu para o nono lugar da lista dos maiores exportadores, com uma quota de 2,81%, superando o Reino Unido e a Bélgica.

Outros dois países que registaram um forte aumento da quota de exportação foram a Arábia Saudita, que aumentou de 1,64% para 1,93%, e a Índia, que cresceu para 1,79%. Por sua vez, a China consolidou a sua hegemonia na classificação mundial e aumentou a distância face ao seu principal concorrente, a Alemanha, apesar de ter perdido alguma quota de mercado.

Na lista dos vinte maiores exportadores já existem nove economias emergentes: a China, a Rússia, Singapura, Arábia Saudita, México, Taiwan, Índia, Austrália e Brasil.
Ver comentários
Saber mais países desenvolvidos economias emergentes exportações quota comércio mundial
Outras Notícias