Mundo Grupo Estado Islâmico reivindica atentado na Líbia que fez mais de 50 mortos

Grupo Estado Islâmico reivindica atentado na Líbia que fez mais de 50 mortos

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado com um camião armadilhado que fez na quinta-feira, na Líbia, mais de 50 mortos num recinto da polícia em Zliten, a 170 quilómetros a leste de Tripoli.
Grupo Estado Islâmico reivindica atentado na Líbia que fez mais de 50 mortos
Lusa 08 de janeiro de 2016 às 17:39
Num comunicado divulgado online em árabe, o EI declara que um bombista suicida chamado Abdallah al-Muhajair "fez explodir o seu camião no meio de uma base pertencente às forças infiéis líbias na cidade de Zliten" e faz um balanço de "perto de 80 mortos" e 150 feridos.

A Líbia vive em guerra civil desde 2011, sendo dirigida por dois parlamentos e dois governos, um estabelecido em Tobruk e reconhecido pela comunidade internacional e o outro, em Tripoli, controlado pela Fajr Libya, uma aliança de milícias islamitas, que disputam o poder.

O grupo extremista Estado Islâmico tem vindo a ganhar terreno na Líbia, onde controla a cidade de Sirte (450 quilómetros a leste de Trípoli) e ameaça assumir o controlo das estruturas petrolíferas da região.



Marketing Automation certified by E-GOI