Mundo Presidente iraniano descreve Casa Branca como "atrasada mental"

Presidente iraniano descreve Casa Branca como "atrasada mental"

O Irão cortou os laços diplomáticos com os Estados Unidos depois de Donald Trump impor novas sanções ao país, incluindo ao seu líder supremo.
Presidente iraniano descreve Casa Branca como "atrasada mental"
Reuters
Negócios 25 de junho de 2019 às 07:57
O Irão revelou esta terça-feira, 25 de junho, que as sanções norte-americanas impostas ao líder supremo do país, Ayatollah Ali Khamenei, e a outras figuras do regime significam que fica fechado de forma permanente o canal diplomático entre Washington e Teerão. 

A garantia foi dada pelo porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Abbas Mousavi, no Twitter: "Impor sanções inúteis ao supremo líder do Irão (Ayatollah Ali Khamenei e o comandante da diplomacia iraniana, o ministro dos Negócios Estrangeiros Mohammad Javad Zarif) significa o corte permanente do canal diplomático", cita a Reuters.

Mais tarde, num discurso emitido pela televisão estatal iraniana, o presidente iraniano Hassan Rouhani (na foto) descreveu a Casa Branca como "atrasada mental", um insulto que o Irão já usou no passado sobre Donald Trump, de acordo com a Reuters. O presidente iraniano garantiu que as sanções não vão afetar o líder Ayatollah Ali Khamenei porque este não tem ativos no estrangeiro. Para já, Hassan Rouhani garantiu que a estratégia será "paciente".

Esta é a reação do Irão à decisão do presidente norte-americano de assinar um decreto onde aplica novas sanções ao Irão com o objetivo de obrigar Teerão a "abandonar as suas atividades [nucleares] perigosas". A Casa Branca também referiu que haverá sanções ao ministro dos Negócios Estrangeiros até ao final desta semana. 

"A administração desesperada de Trump está a destruir os mecanismos internacionais estabelecidos para manter a paz mundial e a segurança", atacou o porta-voz iraniano. Mais tarde, o embaixador iraniano nas Nações Unidas, Majid Takht Ravanchi, confirmou que o Irão não irá aceitar negociações com os EUA enquanto houver sanções. 

Na semana passada, as relações entre os dois países voltaram a azedar quando o Irão abateu um drone norte-americano que estaria a voar no seu espaço aéreo. Os EUA argumentam que estava a sobrevoar espaço aéreo internacional. Desde o ano passado, quando Trump decidiu retirar os EUA do acordo nuclear firmado em 2015 com o Irão, que a relação tem sido de desacordo.

As sanções surgem como resposta ao incidente do drone, mas Donald Trump garantiu que teriam sido aplicadas de qualquer forma. Na prática, as punições vão impedir as figuras iranianas de aceder aos recursos financeiros localizados nos EUA uma vez que estarão bloqueados de usar o sistema financeiro norte-americano ou de ter acesso a qualquer ativo que esteja nos Estados Unidos.

(Notícia atualizada às 8h54 com declarações do presidente iraniano)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI