Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Japão leva acções asiáticas a corrigir de ganhos recentes

O índice de referência para as acções da região está a negociar pressionado pelas cotadas do Japão e cede terreno pela primeira vez em quatro dias.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 12 de Janeiro de 2012 às 07:48
  • Partilhar artigo
  • ...
O índice MSCI Ásia – Pacífico perde 0,3% para 116,01 pontos, com cerca de cinco acções a perderem território por cada uma que valoriza. O índice está a corrigir parte dos ganhos de 1,7% que somou nas últimas três sessões, em que os investidores especularam sobre a eventual adopção de uma política monetária mais expansionista.

Em Tóquio, o dia foi de perdas depois de terem sido divulgados dados que dão conta de uma redução de 86% do seu excedente comercial face ao ano anterior. Os investidores reduziram a sua exposição às acções japonesas, ao perceberem que o abrandamento do crescimento na China e os riscos de recessão na Europa estão penalizar o sector exportador do país.

“Se a inflação continuar a cair, aumenta a probabilidade de que a China considere apropriado continuar a adoptar uma política monetária mais expansionista”, disse o gestor de fundos da White Funds Management, Will Seddon, à Bloomberg. “O mercado já digeriu amplamente a possibilidade de uma recessão na Europa.”

O índice Nikkei 225 recuou 0,74% para 8.385,59 pontos e o Topix depreciou 0,86% para 727,15 pontos. Já o índice chinês, Shangai Composite, oscilou entre perdas e ganhos num dia em que chegou a perder 0,5% e a apreciar 0,8%. O Kospi da Coreia do Sul avança 1% e o índice da Índia, Sensitive, progride 1,1%.

Entre as cotadas que mais penalizaram o índice de referência para a Ásia e Pacífico esteve a Sony. A cotada que exporta os televisores Bravia e a PlayStation 3 para a Europa e os Estados Unidos perdeu 2,3% para 1.319 ienes (13,46 euros) por acção. A Toyota declinou 1,2% para 2.595 ienes.

Se encerrar ao nível em que se encontra, o índice MSCI Ásia – Pacífico terá ganho 2,1% nestas primeiras nove sessões do ano.

Ver comentários
Saber mais bolsa Ásia acções MSCI Nikkei Shangai mercado Europa crise euro
Outras Notícias