Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Londres espiou parceiros do G20 durante cimeiras

O Governo britânico mandou espiar as comunicações e os computadores das delegações que participaram, em 2009, em duas cimeiras do G20 em Londres.

REUTERS
Lusa 17 de Junho de 2013 às 00:45
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O Governo britânico mandou espiar as comunicações e os computadores das delegações que participaram, em 2009, em duas cimeiras do G20 em Londres, divulgou no domingo o diário britânico The Guardian na sua edição 'online'.

 

O jornal indicou ter tido acesso a documentos classificados que confirmam uma operação de "espionagem sistemática" realizada pela Central de Comunicações do Governo britânico (GCHQ). A operação consistiu na intercepção das comunicações dos políticos e dos funcionários estrangeiros que participaram nas cimeiras do G20 (as 20 maiores economias do mundo) e na monitorização dos seus computadores.

 

O diário referiu que os documentos confidenciais foram entregues por Edward Snowden, o informático de 29 anos, actualmente refugiado em Hong Kong, que denunciou recentemente os programas de vigilância da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, em inglês) e que abalou a credibilidade da administração norte-americana.

 

O objectivo da operação, ocorrida em 2009 em Londres, era conhecer com antecedência as diferentes posições dos países que compõem o G20, incluindo de aliados como a África do Sul, segundo o The Guardian.

 

De acordo com o diário, os anfitriões britânicos terão na altura recomendado aos membros das delegações internacionais a utilização de um conjunto de cibercafés, locais onde os serviços britânicos conseguiam aceder às contas de correio electrónico.

 

Em 2009, Londres acolheu duas reuniões do G20, em Abril e em Setembro. As reuniões foram então organizadas pelo Governo do primeiro-ministro trabalhista Gordon Brown.

 

No passado dia 07 de Junho, o The Guardian foi um dos jornais internacionais que revelou informações sobre os programas de vigilância de serviços de Internet e de registos telefónicos utilizados pela NSA e pela polícia federal norte-americana (FBI).

Ver comentários
Saber mais G20
Outras Notícias