Mundo Malásia congela mais de 400 contas bancárias. Ex-primeiro-ministro sob suspeitas

Malásia congela mais de 400 contas bancárias. Ex-primeiro-ministro sob suspeitas

A Malásia decretou o congelamento mais de 400 contas bancárias, no âmbito de um escândalo que envolveu o fundo estatal 1MDB. O enteado do ex-primeiro-ministro foi chamado para ser interrogado.
Malásia congela mais de 400 contas bancárias. Ex-primeiro-ministro sob suspeitas
EPA
Negócios 02 de julho de 2018 às 12:42

O primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad (na foto), reabriu as investigações sobre o fundo 1MDB com o objectivo de recuperar o dinheiro que desapareceu do fundo.

 

As autoridades revelam que a investigação levou ao congelamento de 408 contas bancárias, num montante total de 1,1 mil milhões de ringgit (230 milhões de euros).

 

As autoridades revelaram também que as contas congeladas são de pessoas e empresas suspeitas de terem recebido fundos do 1MDB. "Acredita-se que as contas estão relacionadas com a apropriação indevida e má utilização de fundos do 1MDB", afirmam os responsáveis da investigação, citados pela Reuters.

 

Uma das suspeitas das autoridades está relacionada com o ex-primeiro-ministro. Uma das contas congelada pertence ao partido liderado por Najib Razak, derrotado nas últimas eleições por Mahathir Mohamad.

 

O fundo 1MDB foi fundado por Najib Razak em 2009 e está a ser alvo de investigações em, pelo menos, seis países por suspeitas de lavagem de dinheiro e corrupção. Só nos EUA, está a decorrer um processo civil, interposto pelo Departamento de Justiça, que acusa o fundo de apropriação indevida de 4,5 mil milhões de dólares.

 

O enteado do ex-primeiro-ministro foi entretanto chamado, pela comissão de combate à corrupção, para interrogatório.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI