Mundo Obama em Hiroshima diz que EUA e Japão devem ser “os melhores amigos"

Obama em Hiroshima diz que EUA e Japão devem ser “os melhores amigos"

O presidente dos Estados Unidos depositou uma coroa de flores no memorial de Hiroshima e prestou homenagem a todas as vítimas da guerra.
Reuters Reuters Reuters Reuters Carlos Barria/Reuters
Negócios 27 de maio de 2016 às 11:08

Barack Obama escreveu um novo capítulo da história esta sexta-feira, 27 de Maio, tornando-se no primeiro presidente norte-americano a visitar Hiroshima, cidade que foi destruída em Agosto de 1945 por uma bomba atómica lançada pelos Estados Unidos.

Obama depositou uma coroa de flores no memorial de Hiroshima e prestou homenagem a todas as vítimas inocentes da guerra.  

"A morte caiu dos céus e o mundo ficou diferente", disse o presidente dos Estados Unidos. "Uma parede de fogo destruiu uma cidade e demonstrou que a humanidade possuía os meios para se destruir a si própria".

"Meras palavras não podem dar voz a esse sofrimento", acrescentou. "Mas temos a responsabilidade partilhada de olhar directamente nos olhos da história e perguntar o que devemos fazer de diferente para evitar que tal sofrimento se repita novamente".

No livro de visitas do memorial, o presidente repetiu a mensagem: "Conhecemos a agonia da guerra. Vamos agora encontrar a coragem, em conjunto, para espalhar a paz e construir um mundo sem armas nucleares".

Antes da sua visita ao memorial, Obama esteve reunido com militares dos Estados Unidos e as suas famílias em Marine Corps Air Station, em Hiroshima, acompanhado pela embaixadora Caroline Kennedy.

O presidente norte-americano comparou os militares à "espinha dorsal da aliança" entre os dois países e sublinhou que a sua visita a Hiroshima foi uma oportunidade para honrar a memória de todos aqueles que perderam a vida na Segunda Guerra Mundial.

"É uma prova de como até mesmo as divisões mais dolorosas podem ser superadas", disse Obama. "Como os nossos dois países - antigos adversários - não podem simplesmente tornar-se parceiros, mas sim tornar-se os melhores amigos e os mais fortes aliados".

A bomba atómica lançada sobre Hiroshima a 6 de Agosto de 1945 vitimou milhares de pessoas instantaneamente e estima-se que cerca de 140 mil morreram até ao final desse ano, devido aos efeitos da radiação. A cidade de Nagasaki foi atingida por uma segunda bomba a 9 de Agosto. Poucos dias depois o Japão anunciou a sua rendição aos Aliados.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI