Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Papa Francisco proclama santa madre Teresa de Calcutá

O papa Francisco canonizou este domingo, 4 de Setembro, madre Teresa de Calcutá.

Lusa 04 de Setembro de 2016 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O papa Francisco proclamou hoje santa a madre Teresa de Calcutá, numa cerimónia na Praça de São Pedro, no Vaticano, que conta com a presença de milhares de pessoas.

"Declaramos a abençoada Teresa de Calcutá santa e vamos inscrevê-la entre os santos, decretando que ela seja venerada enquanto tal por toda a Igreja", afirmou o papa Francisco, pronunciando a "fórmula de canonização".

Como é habitual, Francisco utilizou a fórmula em latim para proclamar a santidade da religiosa que morreu em Calcutá, na Índia, em 1997, e pedir que esta fosse inscrita nos livros dos santos da Igreja.

O papa Francisco elogiou, durante a canonização de madre Teresa de Calcutá, o seu trabalho "em defesa da vida humana", salientando que esta é um modelo de "amor gratuito" dado a todos, independentemente da raça ou religião.

Durante a homilia da cerimónia de canonização celebrada na Praça de São Pedro, no Vaticano, perante cerca de 100 mil pessoas, o papa argentino destacou que a religiosa esteve durante toda a sua vida "à disposição de todos através do acolhimento e da defesa da vida humana, tanto a que não nascida como a abandonada e descartada".

Francisco enalteceu madre Teresa, que em 1997 recebeu o Prémio Nobel da Paz, a sua luta contra o aborto, e recordou que esta sempre dizia que "o não nascido é o mais pequeno, o mais débil, o mais pobre".

Sublinhando que esta fez "sentir a sua voz aos poderosos da terra para que reconhecessem a sua culpa perante os crimes da pobreza crida por eles mesmos", o líder da Igreja católica recordou como madre Teresa "se debruçava sobre as pessoas fracas, que morriam abandonadas nas ruas, reconhecendo a dignidade que Deus lhes deu ".

"Que esta incansável trabalhadora da misericórdia nos ajude a compreender cada vez mais que o nosso único critério de acção é o amor gratuito, livre de toda a ideologia e de todo o vínculo e derramado sobre todos sem distinção de língua, cultura, raça ou religião", sublinhou o papa.

(Notícia actualizada com mais informação)

Ver comentários
Outras Notícias