Mundo Polícia belga detém alegado “terrorista do chapéu”

Polícia belga detém alegado “terrorista do chapéu”

Imprensa belga avança que foi detido Mohamed Abrini, suspeito de estar envolvido nos ataques terroristas de Paris e de Bruxelas. A Polícia confirma detenções, mas sem avançar com as identidades dos visados.
Polícia belga detém alegado “terrorista do chapéu”
Reuters
Inês F. Alves 08 de abril de 2016 às 16:02
Mohamed Abrini, procurado pelos ataques terroristas de Novembro em Paris, foi detido em Bruxelas, adianta a imprensa belga esta sexta-feira, acrescentando que este poderá ser o suspeito filmado pelas câmaras de CCTV do aeroporto de Zaventem com chapéu e casaco branco (à direita na imagem) que ainda estava por identificar.

Escreve a Reuters esta sexta-feira, 8 de Abril, que foi detido Mohamed Abrini, de 31 anos, que, segundo a imprensa belga, "é provavelmente" o "homem do chapéu" filmado pelas câmaras de segurança do aeroporto de Zaventem na companhia dos bombistas suicidadas que perpetraram os ataques terroristas do passado dia 22 de Março.

O indivíduo está alegadamente ligado também aos ataques terroristas de Paris de 13 de Novembro de 2015.

As autoridades já confirmaram que foram feitas detenções de diversos alegados terroristas, mas não adiantaram detalhes sobre as identidades dos suspeitos.

"A procuradoria confirma que houve lugar a várias detenções ao longo do dia de hoje, no âmbito dos ataques [de Bruxelas]. Para já, é impossível fazer mais comentários", refere um comunicado citado pela Bloomberg da procuradoria.

A belga VRT adianta, sem nomear fontes, que o segundo outro dos detidos é Osama Krayem.

Identificar o terceiro suspeito dos atentados em Zaventem tem-se revelado especialmente difícil porque o individuo aparece de chapéu nas imagens de segurança, escondendo o rosto.

Escreve a Reuters que Abrini está a ser procurado pelas autoridades desde que foi identificado na companhia de Salah Abdeslam, em imagens de CCTV, antes dos ataques de Paris. Abdeslam, supeito de estar envolvido nos referidos ataques na capital francesa, foi detido em Bruxelas a 18 de Março deste ano.

Dias após esta detenção, a 22 de Março, Bruxelas foi alvo de dois ataques terroristas que custaram a vida a mais de 30 pessoas e feriram outras 300. Dois homens fizeram-se explodir no aerporto de Zaventem na manhã dessa terça-feira. Seguiu-se uma terceira explosão na estação de metro de Maelbeek, próximo das instituições europeias com sede no país.

Desde então, as autoridades têm levado a cabo operações com o objectivo de identificar os individuos envolvidos nestes ataques terroristas.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI