Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente de Angola: Manifestações contra o Governo “nunca reuniram mais de 300 pessoas”

José Eduardo dos Santos considera que existe estabilidade social em Angola e que a contestação ao Governo é pouco expressiva. As manifestações contra o regime, realizadas no rescaldo da Primavera Árabe, “nunca reuniram mais de 300 pessoas”, afirmou o presidente de Angola em entrevista à SIC, transmitida quinta-feira à noite.

Miguel Baltazar
Celso Filipe cfilipe@negocios.pt 06 de Junho de 2013 às 21:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 30
  • ...

José Eduardo dos Santos diz que essas manifestações foram protagonizadas por jovens “com algumas frustrações”, pelo facto de não terem “sucesso” académico” ou não se terem conseguido afirmar no mercado de trabalho. “Eles tentam mas não conseguem porque há uma acção do Governo para trabalhar para o bem comum.

 

Desvalorizando estes movimentos de contestação que ocorreram em Luanda, José Eduardo dos Santos salientou, contudo, que o seu Governo “está sempre preocupado com os problemas de carácter social. Mais adiante, Eduardo dos Santos afirmou que o objectivo do MPLA, o partido do Governo, é ter um “país sem pobres” e uma Angola em que “todos beneficiem da prosperidade.

 

A terminar a entrevista, questionado sobre como gostaria que a história de Angola o recordasse, José Eduardo dos Santos respondeu: “como um bom patriota”.

Ver comentários
Saber mais Presidente de Angola Eduardo dos Santos
Outras Notícias