Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receios relativos à Grécia levam Ásia a terceira sessão em queda

A crise da Grécia e a divulgação de uma recomendação para as acções do Goldman Sachs levaram as acções da região a perdas pela terceira sessão consecutiva, acumulando a maior desvalorização desde o terramoto que ocorreu em Março.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 16 de Maio de 2011 às 08:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O MSCI Ásia – Pacífico ascende 1,3% para 134,47 pontos e prepara-se para encerrar em mínimos de um mês. Na semana passada o índice de referência registou a segunda semana consecutiva de perdas.

“A questão da Grécia está a preocupar os mercados porque é óbvio que a situação ainda não está resolvida”, disse o gestor do AMP Capital Investors, Nader Naeimi, à Bloomberg. “O crescimento mundial está a passar por um terreno difícil e isso é negativo para as exportadoras asiáticas. Os investidores ficaram mais avessos ao risco , com os sectores defensivos a tomarem a dianteira”.

Em Tóquio, o índice Nikkei 225 recuou 0,94% para 9.558,30 pontos e o índice Topix depreciou 1,22% para 829,71 pontos. Isto numa sessão em que se receia que a Grécia reestruture a sua dívida, o que levou o Goldman Sachs ter reduzido a recomendação das acções do país, segundo a agência Bloomberg.

O Hang Seng depreciou 1,3% para 22.985,95 pontos, tendo registado o seu maior declínio desde 4 de Maio. 41 das 45 acções representadas no principal índice de bolsa de Hong Kong negoceiam no vermelho.

A nota de análise reduziu a recomendação das acções do Japão e da Coreia do Sul para “reduzir” mas manteve a recomendação para as acções da China e Taiwan em “overweight”.

Ver comentários
Saber mais bolsa Ásia MSCI Hangseng Nikkei Topix
Outras Notícias