Mundo Refugiado sírio agredido por jornalista húngara vai viver para Espanha

Refugiado sírio agredido por jornalista húngara vai viver para Espanha

O refugiado sírio Osama Abdul Mohsen, conhecido depois de ter sido agredido pela jornalista húngara Petra Laszlo, chegou hoje a Espanha para trabalhar na Escola Nacional de Treinadores de futebol em Getafe, Madrid.
Refugiado sírio agredido por jornalista húngara vai viver para Espanha
Reuters
Lusa 16 de setembro de 2015 às 23:35

Osama Abdul Mohsen era o homem que fugia da polícia húngara com o filho nos braços quando a jornalista lhe passou uma rasteira, fazendo-o cair com a criança.

 

A imagem filmada por outros jornalistas deu a volta ao mundo, e a Escola Nacional de Treinadores ofereceu a Osama Abdul trabalho como treinador em Getafe e com ele a oportunidade de residir em Espanha.

 

Acompanhado do seu filho menor, de sete anos, e de membros da escola, Osama Abdul Mohsen chegou à estação de Atocha emocionado e agradeceu a Espanha a oportunidade que lhe deu.

 

Um dos alunos da escola que fez o trajecto com o refugiado sírio explicou que Osama Abdul está muito feliz e agradecido a Espanha, onde pode começar uma nova vida com a família.

 

A mulher e o filho mais velho de Osama Abdul estão na Turquia e devem juntar-se brevemente ao resto da família em Espanha.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI