Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P 500 com série de quedas mais longa desde Julho

Os renovados receios em torno da crise da dívida na Europa voltaram a penalizar os mercados accionistas norte-americanos.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 26 de Setembro de 2012 às 21:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As praças do outro lado do Atlântico encerraram no vermelho, pela quinta sessão consecutiva, com o Standard & Poor’s 500 a registar a série mais prolongada de perdas desde Julho. Isto porque estão a intensificar-se os receios de que a crise da dívida na Zona Euro esteja a agravar-se, numa altura em que Espanha enfrenta uma forte contestação social e mesmo política, com o agendamento de eleições na Catalunha.

O índice industrial Dow Jones terminou a ceder 0,33%, fixando-se nos 13.413,51 pontos, enquanto o Nasdaq sse depreciou em 0,77% para 3.093,70 pontos. O S&P 500, por seu lado, cedeu 0,57%, para 1.433,33 pontos.

O PulteGroup caiu mais de 4%, liderando as descidas das empresas ligadas à construção imobiliária, depois de os dados relativos às vendas de novas casas terem ficado aquém das expectativas.

Os títulos da energia e tecnologia protagonizaram os maiores recuos entre os 10 grupos industriais representados no S&P 500.

Hoje, os preços do crude nos EUA quebraram a fasquia dos 90 dólares por barril – pela primeira vez em sete semanas – devido aos receios de uma menor procura de combustível num contexto de desaceleração do crescimento.

Além disso, o presidente do Banco da Reserva Federal de Filadélfia, Charles Plosser, disse ser provável que o novo pacote de estímulos nos EUA não impulsione o crescimento económico, o que desanimou ainda mais os investidores. “A euforia do ‘quantitative easing’ diminuiu”, comentou à Bloomberg um estratega do Saxo Bank, Ole Hansen.

No sector tecnológico, destaque pela negativa para a Apple, que depois da euforia do arranque das vendas em loja do iPhone 5, tem estado agora a desvalorizar nas últimas sessões.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Nasdaq S&P Dow Jones bolsas EUA
Outras Notícias