Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santos Silva define como "muito útil" troca de informações com ministro russo

O chefe da diplomacia portuguesa, que deixa hoje Moscovo de regresso a Lisboa, falava momentos após o terceiro encontro com Lavrov em menos de dois anos, indicando, também sem adiantar pormenores, que deu informações e análises ao chefe da diplomacia russa sobre a atual crise política, económica e social na Venezuela.

A carregar o vídeo ...
Lusa 26 de Fevereiro de 2018 às 15:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, "informou" hoje o homólogo português, Augusto Santos Silva, sobre a posição da Rússia nos conflitos na Síria e no Médio Oriente, numa troca de impressões considerada "muito útil" pelo ministro português.

 

Sem avançar pormenores, Santos Silva, que foi recebido hoje em Moscovo por Lavrov, limitou-se a indicar que, em relação ao cessar-fogo na Síria as posições são "convergentes", lembrando que o Conselho de Segurança da ONU aprovou, sábado á noite, por unanimidade, um trégua por um  período nunca inferior a 30 dias para permitir a abertura de "corredores humanitários".

 

"Destacaria a troca de informações que me pareceu muito útil para ambas as partes sobre a Síria e o Médio Oriente, em que aí, ouvi mais as informações e as análises que foram transmitidas pelo ministro russo", disse Santos Silva, contactado por telefone pela Lusa a partir de Lisboa.

 

O chefe da diplomacia portuguesa, que deixa hoje Moscovo de regresso a Lisboa, falava momentos após o terceiro encontro com Lavrov em menos de dois anos, indicando, também sem adiantar pormenores, que deu informações e análises ao chefe da diplomacia russa sobre a atual crise política, económica e social na Venezuela.

 

Os dois ministros, segundo Santos Silva, também passaram em revista o relacionamento da Rússia com a União Europeia (UE) e com a NATO, em que as duas partes "reafirmaram as suas posições, que são conhecidas".

 

Nas discussões foram também discutidas as situações no Sahel (terrorismo islâmico sobretudo no Mali e Nigéria) e no norte de África (Líbia), mas Santos Silva nada mais adiantou.

 

"A troca de opinião, essas consultas políticas sobre temas em áreas geográficas e geoestratégicas que interessam a ambos os países, foi muito útil", disse.

 

Ver comentários
Saber mais Augusto Santos Silva ministro dos Negócios Estrangeiros Serguei Lavrov Conselho de Segurança da ONU Médio Oriente Moscovo Rússia Síria ministro português ministro russo
Outras Notícias