Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seguro e Portas vão representar Portugal no encontro de Bilderberg

Secretário-geral do PS e ministro dos Negócios Estrangeiros foram os escolhidos por Pinto Balsemão para marcar presença em Bilderberg. Santana Lopes e Sócrates tornaram-se primeiros-ministros depois de irem a este encontro.

Bruno Simão/Negócios
Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 04 de Junho de 2013 às 12:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 55
  • ...

A lista oficial de participantes do encontro de Bilderberg deste ano, que começa na próxima quinta-feira, 6 de Junho, em Hertfordshire (Inglaterra) conta com o líder do maior partido da oposição, António José Seguro, e com Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros. O convite foi feito por Francisco Pinto Balsemão, presidente da Impresa e membro do comité executivo de Bilderberg. Durão Barroso será o outro português a marcar presença no encontro.

 

O clube Bilderberg assume-se como uma conferência anual com o objectivo de promover o diálogo entre a Europa e a América do Norte. “A conferência é um fórum para discussões informais e ‘off-the-record’ sobre mega-tendências e sobre as principais questões que afectam o mundo”. Este ano, um dos temas em debate é “Conseguem a Europa e os Estados Unidos crescer mais rápido e criar empregos?”. As reuniões são secretas e nada é divulgado para o exterior, o que alimenta teorias da conspiração sobre o que é decidido.

 

Entre os 140 participantes estão, pois, quatro portugueses. Os participantes são escolhidos a dedo, pela sua importância no presente ou no futuro, e costumam representar a esquerda e a direita. As duas personalidades portuguesas que foram convidadas este ano cumprem esse requisito: Portas faz actualmente parte do Governo, e António José Seguro pode vir a fazer, caso o PS vença as legislativas marcadas para 2015.

 

Santana e Sócrates foram primeiros-ministros meses depois de Bilderberg

 

Aliás, tendo em conta o que aconteceu no passado, Seguro pode estar confiante na eleição, uma vez que a participação na conferência foi premonitória. Em 2003, Durão Barroso foi à conferência de Bilderberg em Versalhes como primeiro-ministro (acompanhado por Ferro Rodrigues) e, um ano depois, assumia a presidência da Comissão Europeia. Em Junho de 2004, José Sócrates e Santana Lopes marcaram presença no encontro de Stresa, em Itália. Um mês depois, Santana Lopes substituía Durão como primeiro-ministro; em Fevereiro de 2005, Sócrates ganhava as legislativas e roubava o lugar a Santana.

 

Guilherme d’Oliveira Martins, António Borges, Morais Sarmento, António Costa ou Rui Rio são alguns dos portugueses que participaram nas conferências Bilderberg neste milénio. Em 2012, os portugueses que marcaram presença na conferência de Chantilly, na Virgínia (EUA) foram Jorge Moreira da Silva, número dois do PSD, e Luís Amado, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Sócrates e presidente do Banif.

 

O encontro deste ano começa quinta-feira, dia 6, e termina no domingo, dia 9.

Ver comentários
Saber mais Bilderberg Seguro Portas Europa EUA
Mais lidas
Outras Notícias