Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Suspeita de tiroteio na sede do Youtube ter-se-á suicidado

A mulher suspeita de ser a responsável pelo tiroteio desta terça-feira na sede do Youtube, em San Bruno, nos Estados Unidos, foi encontrada morta no local, crendo-se que se trata de suicídio, informou a polícia, referindo que os feridos seguiram para o hospital.

Bloomberg
Negócios com Lusa 04 de Abril de 2018 às 00:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Ed Barberini, chefe da polícia de San Bruno, no Estado da Califórnia, afirmou que a mulher suspeita de ter disparado junto à sede do YouTube se terá suicidado com um tiro. Barberini referiu ainda que as vítimas do tiroteio foram transportadas para o hospital.

 

O porta-voz do Hospital de San Francisco, Brent Andrew, afirmou que receberam três feridos, um homem de 36 anos em estado crítico, uma mulher de 32 anos em situação grave e uma mulher de 27 anos em situação estável.

 

O mesmo responsável referiu que estavam a aguardar a chegada de mais pacientes, mas revelou que não tinha informações sobre a sua situação.

 

A dirigente municipal de San Bruno, Connie Jackson, afirmou que foram recebidas várias chamadas no número de emergência a reportar tiros disparados, informando que polícia e bombeiros acorreram de imediato ao local.

 

A Casa Branca avançou que o presidente Donald Trump foi informado sobre o tiroteio e que as entidades oficiais estavam a acompanhar a situação.

 

Imagens de televisão mostraram pessoas a sair do edifício em fila, com os braços no ar, para serem inspeccionadas pela polícia.

Ver comentários
Saber mais Ed Barberini San Bruno Estado da Califórnia Donald Trump Connie Jackson Casa Branca polícia política YouTube
Outras Notícias