Mundo Suspeita de tiroteio na sede do Youtube ter-se-á suicidado

Suspeita de tiroteio na sede do Youtube ter-se-á suicidado

A mulher suspeita de ser a responsável pelo tiroteio desta terça-feira na sede do Youtube, em San Bruno, nos Estados Unidos, foi encontrada morta no local, crendo-se que se trata de suicídio, informou a polícia, referindo que os feridos seguiram para o hospital.
Suspeita de tiroteio na sede do Youtube ter-se-á suicidado
Bloomberg
Negócios com Lusa 04 de abril de 2018 às 00:00

Ed Barberini, chefe da polícia de San Bruno, no Estado da Califórnia, afirmou que a mulher suspeita de ter disparado junto à sede do YouTube se terá suicidado com um tiro. Barberini referiu ainda que as vítimas do tiroteio foram transportadas para o hospital.

 

O porta-voz do Hospital de San Francisco, Brent Andrew, afirmou que receberam três feridos, um homem de 36 anos em estado crítico, uma mulher de 32 anos em situação grave e uma mulher de 27 anos em situação estável.

 

O mesmo responsável referiu que estavam a aguardar a chegada de mais pacientes, mas revelou que não tinha informações sobre a sua situação.

 

A dirigente municipal de San Bruno, Connie Jackson, afirmou que foram recebidas várias chamadas no número de emergência a reportar tiros disparados, informando que polícia e bombeiros acorreram de imediato ao local.

 

A Casa Branca avançou que o presidente Donald Trump foi informado sobre o tiroteio e que as entidades oficiais estavam a acompanhar a situação.

 

Imagens de televisão mostraram pessoas a sair do edifício em fila, com os braços no ar, para serem inspeccionadas pela polícia.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI