Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Três mortos e vários estrangeiros entre os reféns em hotel de luxo, no Mali

Um hotel no Mali foi alvo de um ataque realizado por 10 homens armados, tendo já provocado a morte de três pessoas e feito reféns quase duas centenas de pessoas, entre funcionários e turistas.

A carregar o vídeo ...
Gunmen Hold 170 Hostages in Attack on Mali Hotel
Lusa 20 de Novembro de 2015 às 12:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Pelo menos três reféns foram mortos esta sexta-feira, 20 de Novembro, por 'jihadistas' que tomaram um hotel de luxo na capital do Mali, Bamako, anunciou o porta-voz do ministro da Segurança Interna, que acrescentou que 12 pessoas foram já libertadas.

 

"Três reféns foram mortos", disse a mesma fonte, que indicou que as nacionalidades estavam a ser verificadas. De acordo com uma fonte de segurança, os assaltantes são 'jihadistas' e sequestraram 40 hóspedes e 30 empregados do hotel Radisson Blu.

 

"O grupo Rezidor, que gere o hotel Radisson em Bamako, está ciente da tomada de reféns que está em curso. De acordo com as nossas informações, têm bloqueados 140 clientes e 30 empregados", adianta a empresa, em comunicado.

 

Entretanto, sabe-se já que há vários estrangeiros, entre os quais sete chineses e 20 indianos, e ainda seis funcionários da companhia Turkish Airlines estão entre os reféns no hotel Radisson Blu. 

 

A agência de notícias oficial chinesa Xinhua referiu que pelo menos sete turistas chineses estão entre os reféns no hotel em Bamako. A agência diz ter entrado em contacto com um chinês que está entre os reféns, um turista identificado como Chen, que relatou que 10 homens armados estão a reter cerca de 170 pessoas no hotel.

 

Um funcionário da embaixada da China em Bamako declarou à agência de notícias francesa AFP que o número de reféns chineses pode ser de oito.

 

Pelo menos seis funcionários da companhia Turkish Airlines estão entre os reféns no hotel Radisson Blu, disse uma fonte oficial à agência de notícias francesa AFP.

 

O Ministério das Relações Exteriores da Índia confirmou à AFP que também há 20 cidadãos indianos entre os reféns no hotel Radisson Blu.

 

Entre as pessoas alojadas no hotel, encontram-se também uma delegação da Organização Internacional da Francofonia e participantes num encontro de novas tecnologias, disseram fontes de segurança e trabalhadores do hotel à agência de notícias EFE.

Ver comentários
Saber mais Mali Bamako jihadistas terrorismo
Outras Notícias