Mundo Trump quer muro de aço em vez de cimento na fronteira com o México

Trump quer muro de aço em vez de cimento na fronteira com o México

O presidente norte-americano considera que poderá ser mais fácil obter o apoio dos democratas se o muro for de aço em vez de cimento. O "shutdown" parcial do governo dura há três semanas.
Trump quer muro de aço em vez de cimento na fronteira com o México
Reuters
Negócios 07 de janeiro de 2019 às 10:07

O presidente norte-americano afirmou, no domingo, que afinal quer um muro de aço na fronteira com o México em vez de uma barreira em cimento. Para Donald Trump, este é um potencial compromisso com os democratas, que se recusam a financiar a promessa eleitoral do presidente.

 

"Esta é uma batalha muito importante de se ganhar em termos de segurança", disse Trump aos jornalistas na Casa Branca, citado pela Reuters. "A barreira, ou muro, pode ser de aço em vez de cimento, se isso ajudar", referiu o presidente norte-americano.

 

No Twitter, Trump escreveu que um muro em aço é "ao mesmo tempo mais forte e menos intrusivo" e que a solução poderá ser "fabricada nos EUA".


O governo norte-americano está hoje no 14.º dia de encerramento parcial devido à insistência de Trump em obter financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México. Um plano que conta com a oposição dos democratas.

 

Os democratas recusam-se a aprovar o orçamento de 5,6 mil milhões de dólares que Trump pede para cumprir a promessa feita durante a campanha eleitoral, com o objetivo de limitar a imigração ilegal.

 

Trump preparado para declarar "emergência nacional"

 

Perante o impasse, o presidente norte-americano ameaçou novamente declarar emergência nacional em alternativa à construção do muro, dependendo do resultado das negociações nos próximos dias.

 

"Posso declarar emergência nacional dependendo do que acontece nos próximos dias", afirmou Trump aos jornalistas no domingo. "Temos uma crise de drogas na fronteira, pessoas a serem traficadas em todo o mundo", referiu. "É segurança nacional. É uma emergência nacional", reforçou o responsável.

 
No domingo, o vice-presidente Mike Pence reuniu-se com os democratas, num encontro que Trump disse ter sido "produtivo". Do lado da oposição, esta garante que não foi feito qualquer progresso e que não estão agendadas mais reuniões.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI