Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Venezuela: 18 generais assumem o controlo da distribuição alimentar

A produção e distribuição dos principais alimentos e produtos básicos foi confiada a 18 generais. Feijão preto, margarina e papel higiénico são alguns deles.

Reuters
Negócios 12 de Setembro de 2016 às 17:34
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...

Perante a grave escassez na Venezuela, a produção e a distribuição dos principais alimentos e produtos básicos foi confiada a 18 altos oficiais da Força Armada Nacional Bolivariana. A lista dos responsáveis por cada produto foi divulgada nesta segunda-feira, 12 de Setembro, concretizando uma decisão que havia sido anunciada em Julho.


O decreto assinado então por Nicolas Maduro criou um novo organismo, chamado de Comando de Suprimento, chefiado pelo ministro da Defesa, Vladimir Padrino. O novo órgão pode obrigar empresas do sector privado a vender a produção para entidades estatais.

O Governo tem atribuído às redes de distribuição a culpa pelo elevado preço dos produtos e o desaparecimento destes das prateleiras devido aos controles de preços estabelecidos desde os tempos do falecido Hugo Chávez. Depois de declarar-se socialista, em 2007, o regime decidiu aumentar a participação estatal na economia e intervir no processo de distribuição. Em 2008 foram criados os guias de distribuição para controlar a entrega da matéria-prima para as fábricas, e depois o transporte do produto final dos depósitos para os supermercados públicos e particulares.

Escreve o El País que o regime chavista está convencido de que há agora uma confabulação contra a Administração para evitar que os produtos cheguem às prateleiras, e acredita que os soldados porão a funcionar toda a cadeia de produção e de distribuição.

A escassez de produtos tem sido acompanhado por uma subida vertiginosa dos preços. A Venezuela acumulou 675,1% de inflação nos últimos 12 meses, segundo dados divulgados na semana passada pela imprensa venezuelana. Números publicados no fim de Agosto pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) da Venezuela demonstram, por outro lado, que o índice de pobreza no país aumentou 33,1% em Julho de 2015, comparativamente aos últimos valores disponíveis, de 2013.

Os generais e os seus cargos

Óleo: General de brigada Jorge Pérez Mancilla

Arroz: General de divisão José Inés González Pérez


Avícola (frango e ovos): Contra-almirante Ángel Rueda Pinto


Açúcar: General de brigada Ludwing Palima Cisneros


Carne bovina: General de divisão Luis Alejandro Jiménez Villaruel


Feijão preto: General de brigada Reynzer Rojas Omaña


Detergente, sabonete, champô, creme dental e desodorante: General de brigada Fernando Prieto Ventura


Produtos farmacêuticos: General de divisão Juan Rivas Rojas


Farinha de milho: Vice-almirante Freddy Lozada Peraza


Lacticínios: General de brigada José Gregorio Pérez Malavé


Milho amarelo: General de divisão Javier Antonio Rosales Duque


Margarina: Contra-almirante Adolfo Contreras Soto, director de Logística do Segundo Comando e do Estado-Maior Geral da Marinha Bolivariana


Papel higiénico, toalhas sanitárias e fraldas descartáveis: General de brigada Manuel Vera Boada


Trigo: General de divisão Francisco Yánez Rodríguez


Peixes: Vice-almirante Luisa María Lozada Fergusson


Carne suína: General de brigada Rubén Barreto Barrios

Soja em farelo e grãos: General de brigada José Jesús Hernández Perales

 

Ver comentários
Saber mais Venezuela alimentos Força Armada Nacional Bolivariana Nicolas Maduro Vladimir Padrino Hugo Chávez El País INE Hugo Chávez
Outras Notícias