Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street cai mais de 1% com novos receios em torno da crise da dívida europeia

As bolsas norte-americanas encerraram em baixa, contagiadas pelo Velho Continente.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 11 de Julho de 2011 às 21:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Os mercados norte-americanos fecharam no vermelho, penalizados pelas fortes quedas hoje vividas nas praças europeias, numa altura em que se intensificaram os receios em torno da crise da dívida na Zona Euro, muito especialmente que esta possa estender-se à Itália.

Além disso, a Grécia anunciou que o défice orçamental do primeiro semestre aumentou 28%, e a inflação na China pulou para máximos de três anos.


O S&P 500 terminou a perder 1,81% para 1.319,49 pontos, enquanto o Dow Jones desvalorizou 1,20% para 12.505,76 pontos.

O tecnológico Nasdaq, por seu lado, encerrou a cair 2% para 2.802,62 pontos.

O facto de não haver ainda acordo nos Estados Unidos quanto a um aumento do limite ao endividamento esteve também a pressionar as bolsas do outro lado do Atlântico, com destaque para o sector financeiro.

O JPMorgan Chase e o Bank of America caíram mais de 3%, levando a que o grupo dos títulos financeiros cotados no Standard & Poor’s 500 registasse a queda mais acentuada desde 1 de Junho.

A Alcoa, por seu lado, caiu mais de 2% antes de marcar o arranque da nova temporada de anúncio de resultados nos EUA.

Ver comentários
Saber mais Wall Street Dow Jones Nasdaq S&P 500 bolsas
Outras Notícias