Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street ganha 1% impulsionada por dados económicos

Bolsas norte-americanas fecharam a subir em torno de 1%, animadas pelos dados económicos e pela recomendação de compra de títulos financeiros.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 02 de Dezembro de 2010 às 21:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As principais bolsas dos EUA encerraram em terreno positivo, depois da subida tímida da abertura.

O anúncio de que houve mais norte-americanos do que o previsto a candidatar-se ao subsídio de desemprego na semana passada arrefeceu o optimismo dos investidores, mas por pouco tempo. Pouco depois, a divulgação de que as compras de casas usadas aumentaram inesperadamente fez com que o mercado voltasse a ter mais confiança na retoma económica.

Por outro lado, as vendas a retalho também superaram as estimativas dos analistas, em Novembro, o que contribuiu para reforçar a tendência de subida.

As bolsas norte-americanas acompanharam também o optimismo na Europa, depois de o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, ter dito que a autoridade monetária vai adiar a retirada dos estímulos à banca.

Além disso, o Goldman Sachs recomendou a compra de títulos financeiros, o que impulsionou o sector.

O índice industrial Dow Jones fechou a ganhar 0,05% fixando-se nos 11.261,2 pontos. O S&P 500 avançou 0,06% para se estabelecer nos 1.206,81 pontos.

Por seu turno, o índice tecnológico Nasdaq valorizou 0,12% para 2.552,48 pontos.

A Home Depot disparou mais de 4%, liderando os ganhos do Dow Jones, depois do anúncio de que as vendas a retalho nos EUA registaram o maior aumento desde Março.

O Bank of America e o JPMorgan também negociaram em alta, animados pela recomendação do Goldman Sachs.

Ontem, as praças do outro lado do Atlântico já tinham sido sustentadas pelo crescimento acima do previsto do número de contratados pelo sector privado norte-americano e também pela actividade industrial nos EUA, na China e na Europa, o que intensificou o optimismo em relação à economia global.
Ver comentários
Saber mais Wall Street Dow Jones Nasdaq S&P 500 bolsas
Mais lidas
Outras Notícias