Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Wall Street supera volatilidade e segue a valorizar

As principais praças norte-americanas deixaram a volatilidade da abertura para trás. Crescimento asiático e dados do Departamento do Comércio estão a animar os investidores.

Pedro Carreira Garcia pedrogarcia@negocios.pt 10 de Setembro de 2010 às 15:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Já livre das tendências mistas da abertura, o Dow Jones aprecia 0,20% nos 10.436,05 pontos, acompanhado pelo Nasdaq, a registar quedas de 0,24% para os 2.241,66 pontos.

O índice S&P500 segue com valorizações pelo terceiro dia consecutivo, com subidas de 0,33%, cotando-se nos 1.107,77 pontos.

Os últimos dias têm sido pródigos em novos dados que estão a atenuar as desconfianças dos investidores em relação à sustentabilidade da recuperação económica.

A divulgação pelo Departamento do trabalho norte-americano da queda dos pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos em 27.000 no dia de ontem, a par da procura sustentada de obrigações europeias são elementos que estão a travar um certo pessimismo que se instalara por entre os investidores.

Notícias de hoje, a dar conta da revisão em alta dos valores previstos para o crescimento do Japão no segundo trimestre e do aumento das importações de petróleo por parte da China, estão a dar mais alento aos mercados, de certos meses para cá predominantemente “bearish”.

Dados divulgados hoje pelo Departamento do Comércio norte-americano revelam o maior aumento em dois anos dos “stocks” dos grossistas, três vezes mais do que o estimado pelos analistas auscultados pela Bloomberg.

Estes dados relativos a Julho deste ano, de um aumento em 1,3% no índice de “stocks” dos vendedores por atacado, aparecem com um aumento concomitante de 0,6% nas vendas a retalho face ao mês anterior.

Os “stocks” de bens duráveis aumentou 1% em Julho, impulsionados pelos ganhos nas indústrias automóvel, do mobiliário, maquinaria pesada e metais.

Apesar disso, as dúvidas emergentes relativas às resoluções do Comité de Supervisão Bancária de Basileia estão a dar uma nota mais pessimista aos índices. Reguladores norte-americanos discordam da proposta alemã de dez anos para o período de implementação dos novos rácios de capital, propondo um prazo mais curto – 5 anos – para que as novas regras sejam implementadas.

A banca norte-americana está a subir, com o *Citigtoup* a ganhar 0,77% para 3,94 dólares, o *Goldman Sachs* cresce 0,44% para 149,797 dólares e o JPMorgan avança 0,15% para 40,16 dólares.

A Home Depot, retalhista de materiais para a casa, sobe 0,92% para 29,68 dólares, enquanto a Wall Mart perde 0,37% para 51,72 dólares.

Ver comentários
Outras Notícias