Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Larry Summers retira-se da corrida à presidência da Fed

Parece estar assim aberto o caminho para que o banco central mais poderoso do mundo, pela primeira vez, venha a ser liderado por uma mulher: Janet Yellen.

Negócios com Lusa 15 de Setembro de 2013 às 23:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

 

O ex-principal conselheiro económico do Presidente norte-americano Barack Obama, Larry Summers, retirou-se da corrida à Presidência da Reserva Federal, o banco central dos Estados Unidos da América (EUA), avança hoje o diário Wall Street Journal.

 

O jornal refere uma carta de Larry Summers para o presidente Obama, em que este cita a possibilidade de um processo de confirmação "amargo", caso ele fosse apontado, como a razão para se afastar.

 

Obama já fez saber que vai anunciar a sua escolha durante o outono, pelo que pode ocorrer a qualquer momento.

 

“Falei hoje com Larry Summers e aceitei a sua decisão de retirar o seu nome à consideração para presidente da Reserva Federal”, refere um comunicado de Obama.

 

Na carta que dirige ao presidente dos Estados Unidos, Summers diz ter concluindo que “qualquer processo de confirmação [como presidente da Fed] seria para mim acrimonioso e não serviria os interesses da Reserva Federal, o Governo ou, em último caso, os interesses da recuperação económica que está em curso”.

 

Summers surgia como o principal candidato, mas tinha recentemente sido alvo de contestação. Cerca de 20 senadores democratas tinham endereçado uma carta a Obama, apelando a que o presidente dos Estados Unidos escolhesse Janet Yellen para liderar a Fed. Parece estar assim aberto o caminho que o banco central mais poderoso do mundo, pela primeira vez, venha a ser liderado por uma mulher.

 

A nomeação presidencial do presidente da Fed, que tem um mandato de quatro anos, requer a aprovação do congresso.

 

Com o poder de determinar as taxas de juro da maior economia mundial, que pode influenciar as outras economias, o presidente da Fed é considerado com frequência o segundo líder mais poderoso dos EUA.

 

O actual presidente da Fed, Bernanke, de 59 anos, foi escolhido pelo Presidente republicano George W. Bush para suceder a Alan Greenspan em 2006 e conduziu a economia através da recessão de 2007-2009. O seu segundo mandato de quatro anos termina em 31 de janeiro.

Ver comentários
Saber mais Larry Summers Fed Janet Yellen.
Outras Notícias