Política Monetária Nota de 50 libras terá a cara de Alan Turing, matemático britânico da Segunda Guerra

Nota de 50 libras terá a cara de Alan Turing, matemático britânico da Segunda Guerra

O Banco de Inglaterra anunciou que Alan Turing será a cara da nota de 50 libras. O matemático britânico foi decisivo durante a Segunda Guerra Mundial por ter descodificado as mensagens dos nazis alemães.
Nota de 50 libras terá a cara de Alan Turing, matemático britânico da Segunda Guerra
Tiago Varzim 15 de julho de 2019 às 15:10
O Banco de Inglaterra anunciou esta segunda-feira, 15 de julho, que Alan Turing dará a cara pela nota de 50 libras a partir de 2021. A escolha foi feita por Mark Carney, governador do Banco de Inglaterra, a partir de uma lista de 12 finalistas onde se incluía Stephen Hawking ou Rosalind Franklin. 
O banco central descreve Turing como um dos "mais influentes pensadores do século XX" por causa do seu trabalho sobre computadores, os avanços na descodificação de códigos e as suas "ideias visionárias" na área da inteligência artificial. "Cimentou as bases para os desenvolvimento em inteligência artificial ao considerar a questão sobre se as máquinas poderiam ou não pensar", descreve o banco central.

Apelidado como o pai da computação, Alan Turing é mais conhecido pelo seu trabalho de descodificação de mensagens e de máquinas durante a Segunda Guerra Mundial. Usando o equipamento "British Bombe", o britânico conseguiu decifrar códigos criptográficos com origem nas máquinas "Enigma". Estas eram usadas pelos nazis alemães para comunicarem a estratégia de combate em segredo.

"Alan Turing foi um matemático excelente cujo trabalho tem tido um impacto enorme na forma como vivemos hoje", notou Mark Carney, num comunicado que acompanhou a sua decisão. As notas emitidas pelo Banco de Inglaterra têm a face da rainha Isabel II de um lado e a de uma personalidade no outro. Newton, Darwin e Michael Faraday são exemplos das personalidades já escolhidas.

Além da foto de Turing tirada em 1951 e a sua assinatura, a nota de 50 libras terá detalhes sobre o seu trabalho enquanto matemático. Pode também ser lida uma frase que disse ao jornal The Times numa entrevista em 1949: "Isto é apenas um aperitivo do que está para vir, e apenas a sombra do que vai ser".

Alan Turing morreu em junho de 1954, aos 41 anos, na sua casa em Wilmslow, perto de Manchester, por suicídio, após ter sido condenado a castração química por ser homossexual. Em 2013 viria a ter um perdão por parte da família real na sequência de uma petição da sociedade civil.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI