Política Medina considera "um pouco bizarro" que seja apontado para substituir Centeno no Governo

Medina considera "um pouco bizarro" que seja apontado para substituir Centeno no Governo

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, considerou hoje "um pouco bizarro" que o seu nome tenha sido apontado como possível substituto de Mário Centeno na pasta das Finanças, uma semana após a posse do Governo.
Medina considera "um pouco bizarro" que seja apontado para substituir Centeno no Governo
Lusa 07 de novembro de 2019 às 14:47

"Vejo-me a ser presidente da Câmara com imenso gosto, é o que gosto de fazer", sublinhou Fernando Medina no espaço de comentário que partilha com João Taborda da Gama na Rádio Renascença, depois de questionado se se veria como ministro das Finanças.

 

Medina chegou a reagir com humor à possibilidade aventada pelo ex-líder do PSD Luís Marques Mendes, no espaço de comentário aos domingos na SIC, de que poderia substituir Centeno no Governo, na hipótese de este deixar o executivo para assumir um cargo internacional ou como governador do Banco de Portugal.

 

"Julguei que eram meus amigos, não me podem desejar tal", afirmou na Renascença, acrescentando: "O Governo tomou posse há cerca de uma semana e alguém lança um comentário dessa natureza e está tudo a discutir... Eu sorri, mas só isso".

 

Marques Mendes tinha avançado que, se Centeno sair do Governo, o substituto "mais provável" seria o atual secretário de Estado Ricardo Mourinho Félix.

 

"A solução interna é Ricardo Mourinho Félix e será uma situação de continuidade. No entanto, Costa pode querer surpreender com uma solução fora da caixa" e, nesse caso, "num círculo muito restrito do PS" discute-se a hipótese de ser Fernando Medina a substituir Mário Centeno, disse Marques Mendes na SIC.




Marketing Automation certified by E-GOI