Política António Costa ganha vantagem larga sobre Passos Coelho

António Costa ganha vantagem larga sobre Passos Coelho

António Costa, o vencedor das eleições primárias no PS, é o líder político em que os portugueses depositam mais confiança para ocupar o cargo de primeiro-ministro, conclui a sondagem Aximage elaborada para o Negócios e o Correio da Manhã. António Costa é o preferido de 56,2% dos inquiridos, enquanto o actual primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, se fica pelos 31,1%.
António Costa ganha vantagem larga sobre Passos Coelho
Miguel Baltazar/Negócios
Celso Filipe 08 de outubro de 2014 às 23:55

O resultado do barómetro político de Outubro traduz-se numa reviravolta face a Setembro e permite concluir que António Costa beneficia do efeito novidade para se distanciar, a si e ao PS, de Passos Coelho e do PSD. No mês passado, António José Seguro, ainda líder do PS, reunia apenas a confiança de 40,1% dos inquiridos, atrás de Passos Coelho, que obtinha um resultado de 42,6%. Ou seja, num mês, o primeiro-ministro e líder do PSD perdeu a confiança de 11,3% dos inquiridos e a nova liderança do PS, protagonizada por António Costa conquistou mais 16,1% dos inquiridos, um substantivo acréscimo de confiança.

 

António Costa é o grande vencedor desta sondagem e o PS acaba também por descolar do PSD no que se refere à intenção de voto nas eleições legislativas de 2015. Em Outubro, já reflexo da opção dos socialistas por Costa, o PS regista uma subida substantiva na intenção de voto, situando-se em 40,2%, contra os 30,9% obtidos em Setembro. O PSD, por seu turno, sofre uma ligeira descida, passando dos 28,6% em Setembro para 27,4% em Outubro. O aumento da diferença entre o PS e o PSD é conseguido, parcialmente, através de uma diminuição da abstenção. Neste barómetro, só o PS e o BE ganham mais votantes.

 

A erosão do Governo é também visível na forma como os inquiridos avaliam o estado da governação. Assim, 57,5% são da opinião que é "pior do que esperava", 35,3% avaliam-na como "igual ao que esperava" e 7,2% consideram que é "melhor do que esperava". 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Ficha técnica 

Universo Indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel. 

 

Amostra Aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 609 entrevistas efectivas: 269 a homens e 340 a mulheres; 142 no interior, 242 no litoral norte e 225 no litoral centro sul; 149 em aldeias, 213 em vilas e 247 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

 

Técnica Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido nos dias 1 a 4 de Outubro de 2014, com uma taxa de resposta de 84,1%.

 

Erro probabilístico Para o total de uma amostra aleatória simples com 609 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%). 

 

Responsabilidade do estudo Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz




pub

Marketing Automation certified by E-GOI