Política Autárquicas precipitam nova remodelação

Autárquicas precipitam nova remodelação

Quatro dias depois da demissão do secretário de Estado da Administração Local, Paulo Júlio, o Governo está a preparar mais uma remodelação nas secretarias de Estado.
Autárquicas precipitam nova remodelação
Bruno Simões 30 de janeiro de 2013 às 03:50

A "TVI" avançou terça-feira que são cinco os governantes que vão sair do Governo: Almeida Henriques (na foto), Daniel Campelo, Pedro Martins, Carlos Oliveira e Paulo Núncio. Nenhuma destas saídas teve confirmação oficial.

O secretário de Estado da Economia, Almeida Henriques (nafoto), há muito que é apontado como o sucessor de Fernando Ruas à frente da câmara de Viseu. Ruas atingiu o limite de mandatos e não se pode recandidatar. Em entrevista ao Negócios, Almeida Henriques não confirmou – mas também não desmentiu – que o seu futuro pudesse passar pela autarquia viseense.

Também Daniel Campelo, secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Regional, é visto como a escolha ideal do CDS para concorrer à câmara de Viana do Castelo, que está agora nas mãos do socialista José Maria Costa. Contudo, a informação avançada pela "TVI" invocava razões de saúde para a saída. Campelo foi, durante mais de dez anos, autarca de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo.

Os restantes governantes deverão sair por outras razões, relacionadas com a sua prestação. Pedro Martins, que tem a pasta do Emprego, ficou associado a uma trapalhada na lei dos duodécimos, e Carlos Oliveira, com o Empreendedorismo, tem sido criticado pela falta de iniciativas. Já Paulo Núncio, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, outro dos nomes avançados pela TVI para sair, deverá contudo permanecer no cargo.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI