Política Autárquicas: Rui Moreira rompe com o PS no Porto

Autárquicas: Rui Moreira rompe com o PS no Porto

O autarca não terá gostado das condições que o PS pretende impor para manter o seu apoio. Rui Moreira concorrerá apenas com o apoio do CDS/PP no Porto, está a avançar o jornal Expresso, que diz que a decisão é "irreversível".
Autárquicas: Rui Moreira rompe com o PS no Porto
Bruno Simão
Negócios com Lusa 05 de maio de 2017 às 11:24

Rui Moreira, actual presidente da camara municipal do Porto e candidato à renovação do mandato, rompeu com o Partido Socialista (PS) de forma "irreversível", está a avançar o Expresso. Na origem da desavença terão estado pressões dos socialistas para que o partido esteja bem representado na futura composição da câmara.

De acordo com o Expresso, que cita fonte da candidatura independente, Rui Moreira avançará apenas com o apoio do CDS/PP; um partido que "sempre teve um comportamento exemplar, sem pressões nem exigências de negociações, ao contrário do PS". 

A candidatura de Rui Moreira esteve reunida de emergência esta quinta-feira, 4 de Maio, para analisar as declarações de Ana Catarina Mendes ao Observador. Numa entrevista, a secretária-geral adjunta do PS mostrava-se convencida de que o PS teria uma boa representação nas listas de Rui Moreira, e dizia que "todas as vitórias dos candidatos do PS e das lista que o PS integra serão vitórias dos socialistas".


Estas declarações terão sido vistas como tentativas de condicionamento por parte da candidatura independente, que já tinha alertado que não haveria "jobs for the boys". 

Questionado pelo Expresso sobre se Rui Moreira irá convidar Manuel Pizarro, socialista e seu braço direito na Câmara do Porto, a fonte contada pelo jornal diz que enquanto socialista não.

Entretanto a Lusa falou com fonte oficial da Comissão Politica da candidatura de Rui Moreira, que confirmou que se sente condicionada e que, "nas condições actuais, não aceita o apoio do PS". 

"A Comissão Política não aceita condicionalismos, porque isso coloca em causa a independência da candidatura", cita a Lusa, que confirma que a decisão surge na sequência de declarações da secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes. 

Após a entrevista ao Observador, Ana Catarina Mendes esclareceu o sentido das suas declarações à agência Lusa, mas tal não terá sido suficiente para Rui Moreira. Quando questionada 
sobre se o PS tenciona contabilizar para si os votos que a lista de Rui Moreira obtiver no Porto, a secretária-geral adjunta do PS respondeu à Lusa que, se essa foi a interpretação retirada da entrevista concedida ao Observador, então ter-se-á "exprimido mal".

 

"Na noite eleitoral festejaremos as vitórias do PS. Evidentemente que a vitória no Porto do doutor Rui Moreira será a vitória do doutor Rui Moreira, mas não deixaremos de a festejar uma vez que apoiamos a sua recandidatura", justificou a secretária-geral adjunta à Lusa.


Contactada pela Lusa, fonte da Federação Distrital do PS/Porto remeteu para o início da tarde uma tomada de posição sobre a decisão do movimento independente de Rui Moreira.

 






Notícia actualizada às 13H25 com declarações à Lusa de fonte oficial da Comissão Política de Rui Moreira. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI