Política BE: "PSD não pensa. PSD obedece". Passos protesta

BE: "PSD não pensa. PSD obedece". Passos protesta

Bloco sai em defesa do Governo. Mariana Mortágua acusa sociais-democratas de só quererem obedecer a Bruxelas.
BE: "PSD não pensa. PSD obedece". Passos protesta
Miguel Baltazar
Marta Moitinho Oliveira 27 de abril de 2016 às 17:07

A deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua acusou esta quarta-feira o PSD de só se preocupar em obedecer a Bruxelas, mesmo quando em Bruxelas já existem divergências sobre a aplicação das regras europeias.

 

A parlamentar falava na Assembleia da República durante o debate sobre o Programa Nacional de Reformas e o Programa de Estabilidade, que são enviados para Bruxelas até final do mês.

 

A deputada bloquista afirmou que "a fragilidade do Programa de Estabilidade é a fragilidade de Bruxelas", recusando que haja uma fragilidade na maioria parlamentar que suporta o Governo.

Mariana Mortágua disse depois que tudo tem sido feito "em nome de regras em que já ninguém acredita". "O PSD não pensa, o PSD obedece", acusou então a deputada, uma crítica que mereceu o protesto de Passos Coelho, que bateu com mão várias vezes na mesa da sua bancada, bem como de outros deputados laranja.

 

Mariana Mortágua falava depois de Maria Luís Albuquerque, a ex-ministra das Finanças ter feito uma intervenção onde desafiava os partidos da maioria parlamentar a assumirem-se. "Não vale a pena dizerem que só concordam com o que não está lá".

 

Antes a deputada do PSD tinha-se dirigido directamente a Jerónimo de Sousa para dizer: "Não vale a pena o PCP tentar tirar o cavalinho da chuva!".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI