Política Bloco de Esquerda: "Na TAP, Governo paga mas não manda"

Bloco de Esquerda: "Na TAP, Governo paga mas não manda"

Catarina Martins prometeu que o Bloco vai continuar a lutar para que o problema na gestão do Estado seja resolvido. António Costa argumenta que o caso da TAP era "diferente" do das outras concessões nos transportes.
Bloco de Esquerda: "Na TAP, Governo paga mas não manda"
Pedro Elias
Marta Moitinho Oliveira 12 de fevereiro de 2016 às 12:55

A porta-voz do Bloco de Esquerda lamentou esta sexta-feira, 12 de Fevereiro, o modelo escolhido pelo Governo para concretizar a reversão da privatização da TAP. Costa salientou que, no caso desta empresa, era preciso respeitar direitos e obrigações.


"Na TAP, o plano deste Governo é pagar e não mandar", disse Catarina Martins durante o debate quinzenal, no Parlamento, lamentando que se estejam a "repetir os mesmos erros" que aconteceram com o Banif.


Costa reconheceu as diferenças de posição entre o PS e o Bloco de Esquerda nesta matéria e explicou que o caso da TAP era "diferente" do caso das outras concessões nos transportes que o Governo está a reverter.


Na TAP "havia direitos e obrigações que havia a respeitar", disse o primeiro-ministro, acrescentando que o modelo de governação que existirá na companhia aérea "permite ao Estado intervir no que é essencial".


Catarina Martins prometeu que o Bloco vai continuar a lutar para que este problema na gestão do Estado seja resolvido.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI