Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Berlusconi dividido entre aceitar a condenação ou pedir clemência

Itália continua dependente de Sílvio Berlusconi. A possibilidade de uma nova crise política paira sobre o Senado, que terá de decidir se expulsa “Il Cavaliere” do seu posto de senador.

François Lenoir/Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 02 de Setembro de 2013 às 18:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Os últimos dias não têm sido favoráveis a Sílvio Berlusconi, ex-primeiro-ministro de Itália. Depois de não ter sido votado, pelos seus pares, para senador vitalício, enfrenta agora a possibilidade de expulsão do Senado italiano. Por outro lado, segundo o “Corriere della Sera”, esta será uma semana muito importante para os títulos da Mediaset, principal grupo de comunicação social italiano, que viveu, na semana anterior, um período de oscilação em bolsa, em parte devido às incertezas políticas em torno de Berlusconi.

 

A imprensa italiana revela, esta segunda-feira, que o “Cavaliere” pondera uma de duas hipóteses, sendo que nenhuma destas lhe será totalmente favorável. A principal figura do PdL terá de decidir entre um pedido de clemência, que significaria um recuo relativamente ao declarado recentemente e a implosão da coligação governativa, naquilo que significaria um movimento solidário dos seus correligionários do PdL.

 

Esta última hipótese só acontecerá se os elementos do PD, no Senado, votarem favoravelmente à revogação do mandato de Berlusconi. Estariam reunidas as condições necessárias para o “Cavaliere” romper a coligação com o PD e iniciar nova crise política e económica em Itália, o que exigiria a convocação de eleições antecipadas.

 

Por outro lado, Berlusconi pondera a hipótese de aceitar a sua condenação, pedir clemência e sair da cena política, aponta o “Corriere”. Recorde-se que a ainda principal figura do centro direita de Itália, disse em meados de Agosto que não faria nenhum pedido de clemência. Se seguir esta solução, Berlusconi terá de dar o dito por não dito, o que não seria a primeira vez ao longo de 20 anos enquanto figura principal da política italiana. O “Corriere” adianta que os advogados de Berlusconi o pressionam para que este aceite pedir a comutação da pena pela condenação no caso de fuga aos impostos conhecido por Mediaset.

 

Berlusconi terá de optar entre soluções imperfeitas. O “La Repubblica” cita uma reacção de Daniela Santanchè, do PdL, que considera que “se Berlusconi cair, estamos perante um golpe de Estado”. O Senado irá reunir para analisar e votar a revogação do cargo, de senador, de Berlusconi no próximo dia nove de Setembro. Até lá deveremos continuar a assistir ao esgrimir de posições que tentem influenciar o mais possível a decisão final procedente do Senado.

Ver comentários
Saber mais Itália Berlusconi
Outras Notícias