Política Bloco disponível para solução de quatro anos ou acordos pontuais

Bloco disponível para solução de quatro anos ou acordos pontuais

O Bloco de Esquerda está disponível para uma solução de quatros anos, para apoiar o Governo, ou apenas para acordos pontuais, realçou Catarina Martins.
A carregar o vídeo ...
Catarina Almeida Pereira 06 de outubro de 2019 às 22:36

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, mostrou-se esta noite disponível para uma "solução de estabilidade" com o PS ou, em alternativa, para realizar "negociações ano a ano" que permitam viabilizar leis.

Sublinhando que o PS "tem todas as condições" para formar governo, Catarina Martins afastou a hipótese de o Bloco de Esquerda integrar o Governo, afirmando que cumprirá o mandato no Parlamento.

"Nestas coisas não temos tabu: o PS tem todas as condições para formar governo e se não tiver maioria absoluta e se precisar de apoio parlamentar tem duas opções: procurar uma solução de estabilidade, que assuma a continuidade de reposição de direitos e rendimentos ao longo da legislatura – e isso deve estar reflectido no Programa de Governo que vier a apresentar – ou realizar negociações ano a ano para cada orçamento".

O Bloco de Esquerda "manifesta a sua disponibilidade e, se a primeira não se realizar, estaremos também disponíveis para a negociação caso a caso, mantendo os compromissos que sempre afirmámos", acrescentou.


A coordenadora do Bloco de Esquerda referiu-se, no entanto, a propostas que o PS não tem tido vontade de aprovar: reposição de compensações por despedimento, dos dias de férias, do pagamento das horas extraordinárias ou a eliminação do fator de sustentabilidade nas pensões. Catarina Martins também falou de investimento público ou no controlo dos CTT.

Com 96,51% dos votos contados, o Bloco de Esquerda consegue 9,39%.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI