Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco ganha as presidenciais

Cavaco Silva seria eleito à primeira volta se as eleições presidenciais se realizassem amanhã. Manuel Alegre seria o segundo candidato mais votado, superando Fernando Nobre.

Negócios negocios@negocios.pt 13 de Março de 2010 às 07:00
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
Aníbal Cavaco Silva venceria as eleições para a Presidência da República caso se realizassem amanhã. O actual Presidente conseguiria garantir um segundo mandato logo à primeira volta, com 56% dos votos, segundo uma sondagem da Aximage para o Negócios e o Correio da Manhã.

Manuel Alegre, que já recolheu o apoio oficial do Bloco de Esquerda e que deverá contar com idêntica posição por parte do PS, ficaria em segundo lugar, com uma votação de 21,6%. Quanto a Fernando Nobre, conseguiria obter 13,8% dos votos.

A abstenção atingiria 41,8%, de acordo com o estudo, cujos resultados citados descontam já o nível de eleitores que afirma não ter intenção de se deslocar às mesas de voto. Os indecisos totalizariam 6,4%.

Cavaco Silva recolhe a preferência de 90% dos eleitores que dizem votar no PSD e 65,5% daqueles que optam pelo CDS. Mesmo entre os apoiantes do PS, 41,7% afirma que votaria no antigo líder social-democrata se as eleições fossem amanhã.

Entre os eleitores socialistas, Manuel Alegre não conseguiria mais do que 37,8% dos votos, um pouco menos do que entre os apoiantes da CDU, onde recolheria 37,9%. O Bloco de Esquerda surge como o segmento eleitoral mais forte para o antigo deputado: 48,2% dos eleitores do BE votaria em Alegre.

Fernando Nobre consegue o apoio mais amplo entre os eleitores da CDU, com 42,6% deste universo a declarar que votaria no fundadador da AMI. À esquerda, Nobre é mais convincente na faixa etária situada entre os 18 e os 29 anos, enquanto Alegre tem mais apoio no segmento entre os 45 e os 59 anos.

Quanto a Cavaco Silva, é o preferido em todas as faixas etárias, mas com destaque para os eleitores que têm a idade situada no intervalo de 45 a 59 anos.

FICHA TÉCNICA

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

Amostra: aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 600 entrevistas efectivas: 273 a homens e 327 a mulheres; 144 no interior, 234 no litoral norte e 222 no litoral centro sul; 171 em aldeias, 208 em vilas e 221 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido nos dias 5, 8 e 9 de Março de 2010, com uma taxa de resposta de 77,1%.

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 600 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma “margem de erro” - a 95% - de 4,0%).

Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.
Ver comentários
Outras Notícias