Política CDS diz que não levanta "uma questão que a justiça não levantou" em relação a Franquelim Alves

CDS diz que não levanta "uma questão que a justiça não levantou" em relação a Franquelim Alves

O CDS "não teve nem tinha que ter intervenção na escolha do secretário de Estado da Inovação e Empreendedorismo", esclareceu o partido em comunicado.
CDS diz que não levanta "uma questão que a justiça não levantou" em relação a Franquelim Alves
Negócios 04 de fevereiro de 2013 às 00:37

O CDS-PP esclareceu, no domingo à noite, que desconhece qualquer acusação ao secretário de Estado Franquelim Alves, ex-administrador do grupo SLN/BPN e, por isso, decidiu "não levantar uma questão que a justiça não levantou".


Em comunicado enviado à Lusa, o partido liderado por Paulo Portas refere que, "em coligação, cada partido indica os seus elementos" e afirma que o CDS "não teve nem tinha que ter intervenção na escolha do secretário de Estado da Inovação e Empreendedorismo".

 

"Não havendo notícia que o referido secretário de Estado tenha sido acusado ou penalizado nas averiguações feitas até hoje pelo Banco de Portugal e pelo Ministério Público à Sociedade Lusa de Negócios (SLN), não seria o CDS a levantar uma questão que a justiça não levantou", acrescenta a nota assinada pelo secretário-geral do partido, António Carlos Monteiro.




Marketing Automation certified by E-GOI