Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CM: Centeno e Azeredo falham declaração de rendimentos

O Correio da Manhã recorda que o prazo de 60 dias para entrega da declaração ao Tribunal Constitucional já passou. O gabinete de Mário Centeno esclarece que a contagem é feita em dias úteis.

Mário Centeno: Foi o arquitecto do programa económico do PS e Costa tornou-o ministro.
Negócios jng@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 09:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

Os ministros das Finanças, Mário Centeno, e da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, não entregaram ainda a declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional.

A notícia, em destaque no Correio da Manhã desta quinta-feira, 28 de Janeiro, recorda que os governantes tinham um prazo de 60 dias após a tomada de posse.


Contactado pela publicação, o gabinete de Mário Centeno esclareceu que o prazo de entrega de rendimentos só se contabiliza nos dias úteis.


O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, foi o que apresentou rendimentos mais altos: quase 181 mil euros. É seguido de perto pelo primeiro-ministro, António Costa, com 155 mil euros.


O ministro com menos rendimentos é o da Economia, mostra a lista compilada pelo Correio da Manhã. Manuel Caldeira Cabral registou quase 42 mil euros.

Ver comentários
Saber mais Mário Centeno José Alberto Azeredo Lopes Tribunal Constitucional Correio da Manhã Adalberto Campos Fernandes António Costa Manuel Caldeira Cabral política política governo (sistema)
Mais lidas
Outras Notícias