Política Congresso do PSD “parece uma festa de aniversário surpresa, começou a aparecer tudo”

Congresso do PSD “parece uma festa de aniversário surpresa, começou a aparecer tudo”

Santana Lopes brincou com o facto de os líderes do PSD que apareceram no XXXV Congresso mas que não eram esperados. “Quando cá cheguei, tocaram-me nas costas e era o Manuel Marques Mendes, que disse: também cá estou”, relatou. Talvez venha o Durão Barroso, brincou.
Congresso do PSD “parece uma festa de aniversário surpresa, começou a aparecer tudo”
Miguel Baltazar/Negócios

Luís Filipe Menezes. Marcelo Rebelo de Sousa. Manuel Marques Mendes. Não eram esperados. Mas os antigos líderes do Partido Social Democrata apareceram no Coliseu dos Recreios em Lisboa este sábado.

 

“Parece uma festa de aniversário surpresa. De repente, começou a aparecer tudo”, comentou Pedro Santana Lopes, na sua intervenção de sábado, 22 de Fevereiro, o segundo dia do XXXV Congresso social-democrata.

 

Quando cá cheguei, tocaram-me nas costas e era o Manuel Marques Mendes, que disse: também cá estou.
 
Pedro Santana Lopes

Seguiram-se as risadas dos militantes que estavam a assistir. “Quando cá cheguei, tocaram-me nas costas e era o Manuel Marques Mendes, que disse: também cá estou”, relatou.


“Com jeito, aparece aí o doutor Durão Barroso”, ironizou o antigo primeiro-ministro de Portugal, acrescentando que era impossível para o presidente da Comissão Europeia estar no Congresso deste fim-de-semana.

 

No seu discurso, Santana Lopes aproveitou para criticar aqueles que, nos momentos de festa, aparecem mas que, quando as coisas estão mal, já não estão presentes.

 

Com elogios ao actual presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, o actual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa admitiu, contudo, que as famílias portuguesas estão piores do que há dois anos




pub

Marketing Automation certified by E-GOI