09 de outubro de 2019 às 13:07
PAN disponível para "aprofundar relação com o PS"
PAN disponível para "aprofundar relação com o PS"
André Silva disse a António Costa que, como ponto de partida, o PAN está disponível para "aprofundar a relação com o PS em apoios pontuais", tanto no que se refere à votação dos orçamentos como de outras medidas discutidas em sede parlamentar.

No entanto, o líder do PAN admite haver margem para "alargar este entendimento" e, nesse sentido, na próxima semana haverá nova reunião com o PS, com data e hora ainda por decidir, para "perceber" se "há maior convergência".

O PAN está interessado em aprofundar o relacionamento que tem não só com o PS, mas também com "todos os partidos". "Não ficou nada definido, ficou tudo em aberto", acrescentou.

O mais importante para o deputado reeleito é que "exista estabilidade governativa", com André Silva a notar que apesar de os quatro partidos do PAN não permitirem, tal como já se verificou na legislatura que agora termina, formar uma maioria, tal não impediu o partido de se afirmar como "um ator na procura de estabilidade", algo que realçou ter sido visível, por exemplo, na aprovação dos três últimos orçamentos apresentados pelo Executivo socialista. 

Desta forma, André Silva deixou a garantia de que, independentemente de haver margem para uma maior convergência, o PAN procurará acentuar a aproximação com o PS em "apoios pontuais" e não irá apresentar nenhuma moção de rejeição ao programa de governo.