09 de outubro de 2019 às 13:22
Costa vai estudar margem para "acordo de legislatura" com o PAN
Costa vai estudar margem para "acordo de legislatura" com o PAN
Mesmo tendo ouvido André Silva dizer que o PAN privilegia reforçar a relação com o PS através de "acordos pontuais", o facto de aquele partido não afastar a possibilidade de um acordo de legislatura com os socialistas vai levar António Costa a avaliar as possibilidade de uma convergência para a legislatura. 

"Há um conjunto de matérias sobre as quais é possível trabalharmos para podermos convergir. Outras em que temos posições muito distintas", explicou o primeiro-ministro aos jornalistas presentes na sede do PAN. António Costa concretizou dizendo que agora as duas forças vão "aprofundar os temas identificados como passíveis de haver trabalho conjunto para avaliar se isso se pode traduzir num acordo de legislatura". 

Mas "independentemente disso, ficou claro que não haverá uma moção de rejeição ao programa de governo", regozijou-se o secretário-geral socialista que fez questão de "felicitar o PAN" por, além do PS, ter sido o único partido com representação parlamentar com votação reforçada nas eleições de domingo. 

Costa sinalizou ainda a "vontade" mútua de que "haja estabilidade política nos próximos quatros anos" e assumiu ter saído do encontro com André Silva com a "convição de que na próxima legislatura será possível fazer mais em conjunto do que na anterior legislatura". 

O primeiro-ministro identifica como pontos comuns nas prioridades de ambos os partidos - "prioridades gerais" nas palavras de António Costa -, destacando a intenção de "acelerar a transição energética" e o bem-estar animal". "Vamos ser como podemos aproximar-nos naquilo que ainda nos distancia nesta matéria", adiantou Costa que assumiu que para André Silva a rejeição ao aeroporto no Montijo mantém-se como uma linha vermelha para o PAN.

Apesar de defender a urgência de avançar com a construção de um novo aeroporto na área de Lisboa, António Costa vai já dizendo que "há questões colocadas pelo PAN que podem e devem ser consideradas", dando como exemplo o horário de funcionamento noturno do aeroporto da Portela.