09 de outubro de 2019 às 18:40
PS pode incorporar medidas do PCP no programa de governo
Outra questão abordada pelo primeiro-ministro indigitado diz respeito à hipótese de "algumas posições que o PCP manifestou" encontrarem correspondência no programa de governo a apresentar na Assembleia da República. Além disso, ficou também a garantia de que os dois partidos vão trabalhar em conjunto para desenhar o próximo Orçamento do Estado.

Nesse sentido, António Costa assume o compromisso de "ver qual a melhor forma de dar expressão no programa de governo" a algumas das prioridades dos comunistas, sabendo de antemão que "há profundas divergências" que não foram ultrapassadas nos últimos quatro anos que não deverão ser superados nos próximos quatro, designadamente no que concerne ao "papel de Portugal na União Europeia".

Em resumo, o secretário-geral do PS considerar estarem reunidas as condições para se "iniciar a governação e para que a governação possa decorrer ao longo dos próximos quatro anos", porém sabendo-se que, "sem maioria, há que negociar no quadro parlamentar".