Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hoje é o último dia para haver acordo no Porto de Lisboa, avisa Costa

Já com os portos espanhóis a lucrarem com a greve no Porto de Lisboa, o Governo garante que hoje é o último dia para que estivadores e operadores se entendam. O que acontecerá depois não detalhou, embora fique implícito o recurso à requisição civil.

A carregar o vídeo ...
Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 27 de Maio de 2016 às 12:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

Passos Coelho acusou António Costa de nada ter feito nos últimos cinco meses quanto à greve dos estivadores. O primeiro-ministro acusou o toque e garantiu que hoje é o último dia para resolver as coisas a bem. "Posso acrescentar que o limite é o dia de hoje para que as partes se possam entender", assinalou, sublinhando que a ministra do Mar não foi ao debate quinzenal porque está reunida com os estivadores e os operadores portuários.

 

Trata-se de um "conflito grave para a economia e hoje o Governo estará totalmente empenhado em encontrar uma solução, o que justifica a ausência da ministra do Mar desta bancada", acrescentou António Costa. Mais à frente, e em resposta a Catarina Martins, o primeiro-ministro admitiu que a greve está a beneficiar os portos espanhóis.

 

"Não podemos ter a ilusão de que existe um sistema de vasos comunicantes" e que o se perde em Lisboa "se recupera em Leixões, Setúbal ou Sines". "Estamos a perder tráfego para os portos espanhóis e a encarecer a competitividade do conjunto das empresas", notou o primeiro-ministro.

 

Pelo meio, Costa criticou o anterior Governo. "Nos últimos três anos e meio ouve 36 pré-avisos de greve e 441 dias de greve efectiva. Nos últimos três anos e meio houve mais de um ano seguido de greve e nessa ocasião [Passos] disse que era um conflito privado", acusou. Mais à frente também atacou Assunção Cristas com estes números, lembrando que ela fora ministra do Mar no anterior Governo. Esta explicou que não tutelava os portos.

 

Apesar disso, Costa disse estar convencido que será possível "encontrar uma solução". A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, "está à procura de uma solução com a Organização Internacional dos Estivadores", que seja a "contento das partes e da economia nacional". Recorde-se que os operadores portuários anunciaram que vão avançar com um despedimento colectivo

Administração, operadores e estivadores reunidos

Esta manhã, a administração do Porto de Lisboa, representantes dos operadores portuários e dos estivadores reuniram-se no ministério do Mar, tendo a ministra Ana Paula Vitorino marcado presença no início do encontro.

Ver comentários
Saber mais António Costa estivadores Porto de Lisboa
Mais lidas
Outras Notícias