Política Maria Luís: "PS não tem vergonha na cara" por só agora demonstrar vergonha por Sócrates

Maria Luís: "PS não tem vergonha na cara" por só agora demonstrar vergonha por Sócrates

A ex-ministra das Finanças diz que PS também devia sentir vergonha por ter "conduzido o País à bancarrota".
Maria Luís: "PS não tem vergonha na cara" por só agora demonstrar vergonha por Sócrates
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 03 de maio de 2018 às 23:38

Maria Luís Albuquerque escreveu um artigo de opinião onde ataca violentamente o Partido Socialista por só agora confessar vergonha pelos alegados casos de corrupção que envolvem o ex-primeiro-ministro José Sócrates e o ex-ministro da Economia Manuel Pinho.

 

"Passados mais de três anos desde que José Sócrates foi detido no Aeroporto de Lisboa e muitos mais anos desde que está à vista de todos que não poderia haver nenhuma explicação benigna para a sucessão de casos, suspeitas e comportamentos do ex-primeiro ministro, o PS vem agora confessar-se envergonhado desse passado", refere a ex-ministro das Finanças num artigo de opinião publicado no Observador.

 

"A questão mais importante que se coloca, naturalmente, é saber se acham que este é o momento certo de fazer um mea culpa fingido para poderem voltar a não tocar no assunto e considerar como ilegítima qualquer referência feita por outros, ou se estão genuinamente envergonhados", refere Maria Luís Albuquerque.

 

Vários dirigentes do PS, como Carlos César e João Galamba, referiram nos últimos dias que o partido estava envergonhado com os casos que envolvem Sócrates e Pinho, que estão a ser investigados pela justiça. Hoje foi a vez do primeiro-ministro, António Costa, referir que a "confirmarem-se" as suspeitas de corrupção nas políticas de energia por membros do Governo de José Sócrates, será "uma desonra para a democracia".

 

"Caso esta ‘confissão’ de altos dirigentes do PS seja para levar a sério, diria que o País espera que confessem a vergonha por muito mais coisas", refere Maria Luís, referindo a "vergonha por terem conduzido o País à bancarrota; vergonha por terem pedido ajuda externa, por terem negociado e assinado o Programa de Ajustamento Económico e Financeiro e por logo a seguir se terem furtado a quaisquer responsabilidades quando se tratou de resolver os problemas que causaram …".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI