Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel aumenta vantagem nas sondagens

A União Democrata Cristã (CDU), o partido conservador da chanceler Merkel, aumentou a sua vantagem nas sondagens sobre a oposição social-democrata (SPD) para 20 pontos percentuais.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 16 de Janeiro de 2013 às 13:07
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Um inquérito publicado pelo Instituto Forsa nesta quarta-feira coloca os sociais-democratas do SPD, maior partido da oposição, dois pontos percentuais abaixo das sondagens anteriores, com intenções de voto em 23%, o valor mais baixo dos últimos 18 meses e que coincide com o das eleições de 2009, que foi o seu pior resultado desde a II guerra mundial.

 

A CDU aumentou um ponto percentual, para 43%, o valor mais alto desde que Angela Merkel chegou ao cargo de chanceler, em 2005, segundo noticia a Reuters.

 

Desde Outubro, quando o SPD anunciou que o antigo ministro das finanças Peer Steinbrück iria concorrer contra Merkel, que o partido já perdeu sete pontos percentuais nas sondagens. O carismático mas imprevisível Steinbrüeck foi em tempos o político mais popular da Alemanha, mas desde que chegou à liderança do partido tem perdido o apoio de muito votantes com raízes na classe trabalhadora.

 

Steinbrück revelou ter angariado mais de 1,25 milhões de euros em discursos nos últimos três anos, e defendeu que os chanceleres deveriam ganhar mais dinheiro. Também afirmou que nunca beberia uma garrafa de vinho que custasse menos de cinco euros.

 

A escassa popularidade de Steinbrück entre o eleitorado feminino também não melhorou desde que o candidato da oposição comentou que Merkel teria um “bónus injusto” de popularidade, por ser uma mulher.

 

O inquérito mostra que se o voto fosse directo, Merkel teria 59% dos votos, ao passo que Steinbrück apenas 18% dos votos.

 

“Os potenciais votantes no SPD andam escondidos e não querem sair e mostrar o seu apoio pelo partido” concluiu Manfred Guellner, presidente da Forsa. O porta-voz de Steinbrück recusou-se a comentar a sondagem. As eleições para o governo federal estão agendadas para Setembro.

 

 

(notícia actualizada)

Ver comentários
Saber mais Merkel Steinbrueck Alemanha
Outras Notícias