Política Nacionalismos ganham peso eleitoral em 11 países durante a crise
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Nacionalismos ganham peso eleitoral em 11 países durante a crise

Com base na comparação dos resultados eleitorais dos partidos de extrema-direita nos Estados-membros da União Europeia, o professor de ciência política Cas Mudde, um holandês que se especializou no estudo dos extremismos políticos nas sociedades democráticas, conclui que a crise económica que afectou a Zona Euro contribuiu para elevar a votação dos partidos nacionalistas, populistas e anti-imigração em 11 países.
João Maltez 18 de fevereiro de 2014 às 00:01

Através do ‘think thank’ "Policy Network", Cas Mudde revela que pegou nos resultados eleitorais dos partidos extremistas no período pré-crise (2005-2008) e comparou-os com os que obtiveram nos escrutínios

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI