Política Novo Banco: BE confirma encontro com Governo e insiste que venda terá de passar pelo Parlamento

Novo Banco: BE confirma encontro com Governo e insiste que venda terá de passar pelo Parlamento

O Bloco de Esquerda reuniu-se esta terça-feira com o Governo e reiterou que a venda do Novo Banco é "demasiado importante para que não passe pelo Parlamento", não excluindo por isso a possibilidade de a levar à votação no plenário.
Novo Banco: BE confirma encontro com Governo e insiste que venda terá de passar pelo Parlamento
Miguel Baltazar
Lusa 28 de março de 2017 às 17:12
Fonte bloquista confirmou à agência Lusa a reunião com o Governo, preferindo não revelar a composição das delegações, e reiterou que a questão da venda do Novo Banco é "suficientemente importante" para ser debatida e votada no Parlamento.

A mesma fonte escusou-se, contudo, a precisar de que forma poderá a questão da venda do Novo Banco ser chamada a votação no plenário da Assembleia da República, uma vez que isso dependerá da forma como for concretizada pelo Governo.

Na segunda-feira, a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, insistiu que será "um erro" vender o Novo Banco a privados, salientando que o Governo não terá o apoio do partido neste processo.

"A posição do BE é clara. Nós somos contra uma entrega a privados do Novo Banco numa situação em que os contribuintes ficam a pagar as perdas e o Estado Português não tem uma palavra a dizer sobre a gestão dos activos", afirmou a bloquista aos jornalistas, à margem de uma reunião com responsáveis da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

O primeiro-ministro, António Costa, revelou hoje que o Governo tem a expectativa de concluir a venda do Novo Banco até ao final desta semana.

Questionado pela agência Lusa se a situação do Novo Banco estaria resolvida até ao final da semana, António Costa respondeu apenas: "Sim, é essa a expectativa que temos".

O PSD reuniu-se também hoje com o Governo, num encontro pedido pelo executivo sobre o processo de venda do Novo Banco, e remeteu para a maioria parlamentar de esquerda o apoio a qualquer decisão que venha a ser tomada.

O Novo Banco é o banco de transição que ficou com os activos menos problemáticos do Banco Espírito Santo (BES), alvo de uma intervenção das autoridades em 3 de Agosto de 2014, e que está em processo de venda.

Desde Fevereiro que o Governo está a negociar a venda do Novo Banco em exclusivo com o fundo norte-americano Lone Star.

O fundo norte-americano passou para a frente nas negociações depois de, no final de 2016, ter sido noticiado que, entre os concorrentes, o fundo chinês Minsheng tinha a melhor proposta financeira, mas não apresentou provas de que conseguiria pagar o montante oferecido, devido às restrições de movimentação de divisas na China.

Por acordo com a Comissão Europeia, o Novo Banco tem de ser vendido até ao verão deste ano.

O Lone Star Funds foi fundado em 1995 e investe nos sectores financeiro e no imobiliário. Em Portugal, tem um investimento em Vilamoura.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI