Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Parlamento da Venezuela rejeita estado de excepção decretado por Nicolás Maduro

Numa conferência de imprensa realizada na terça-feira, o presidente Nicolás Maduro afirmou que "é uma questão de tempo" para que o parlamento venezuelano "desapareça", por estar desligado dos interesses do país.

Vitoria da oposição na venezuela: Pela primeira vez em 15 anos, a oposição venceu umas eleições parlamentares, obtendo 112 dos 167 lugares, o que lhe deu uma maioria de dois terços. O Presidente Nicolas Maduro aceitou a derrota, mas acusou a oposição de querer fazer um golpe de Estado com apoio dos Estados Unidos e do FMI.
Lusa 18 de Maio de 2016 às 00:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O parlamento venezuelano, onde a oposição tem maioria, rejeitou na terça-feira o estado de excepção e de emergência económica decretado pelo presidente Nicolas Maduro. Os deputados, que votaram de braço no ar, consideraram que o estado de excepção "aprofunda a grave alteração da ordem constitucional e democrática que a Venezuela sofre".

 

Para os deputados, Nicolás Maduro ignorou a Constituição do país ao declarar, na segunda-feira, o "estado de excepção e de emergência económica" em todo o país, por 60 dias.

 

No decreto que estabelece o estado de emergência, o governo da Venezuela aumenta os seus poderes sobre a segurança, distribuição de alimentos e energia.

 

Numa conferência de imprensa realizada na terça-feira, Nicolás Maduro afirmou que "é uma questão de tempo" para que o parlamento venezuelano "desapareça", por estar desligado dos interesses do país.

 

"A Assembleia Nacional está desligada dos interesses nacionais. Tenho a certeza de que [os parlamentares] vão negar o decreto, porque querem acabar com a vida económica do país, para chegar, com um tapete vermelho a Miraflores", frisou.

 

Entretanto, um dos principais líderes da oposição venezuelana pediu ao exército do país para escolher entre a Constituição e o presidente Nicolás Maduro.

Ver comentários
Saber mais Venezuela Nicolás Maduro Assembleia Nacional política
Mais lidas
Outras Notícias