Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Partidos têm património imobiliário no valor de 20 milhões

O Movimento Revolução Branca (MRB) exigiu o fim da isenção de pagamento do imposto municipal sobre imóveis (IMI) ao Tribunal Administrativo de Lisboa, que aceitou o pedido. Segundo o “Público” o valor do património imobiliário dos cinco partidos com assento parlamentar supera os 20 milhões de euros.

Miguel Baltazar
Negócios 09 de Setembro de 2013 às 08:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

O MRB apresentou no Tribunal Administrativo de Lisboa um pedido para que a isenção dada aos partidos políticos no pagamento do IMI terminasse. O Tribunal deu razão à entidade. O Estado foi citado há dois dias para poder contestar a decisão, revela o “Público”.

 

O jornal adianta que são os cinco partidos com assento parlamentar (PSD, PS, CDS, PCP e Bloco de Esquerda) os que têm património, estando este avaliado em mais de 20 milhões de euros, segundo os dados que constam nas declarações obrigatórias enviadas para o Tribunal Constitucional.

 

De acordo com os dados relativos a 2012, dos cinco partidos é o PCP que tem mais património, estando este avaliado em 12,99 milhões de euros. O segundo partido é o PS, com um património avaliado em 7,7 milhões de euros, seguido pelo PSD, com pouco mais de seis milhões. O Bloco de Esquerda aparece em quarto, com um património de cerca de 1,5 milhões de euros e no final surge o CDS com 524 mil euros de património declarado. Segundo o “Público” todos os partidos registaram reduções no valor do património detido desde 2008.

Ver comentários
Saber mais política património IMI Movimento Revolução Branca
Mais lidas
Outras Notícias