Política Passos Coelho: “É preciso trocar declaração de Cavaco Silva por miúdos”

Passos Coelho: “É preciso trocar declaração de Cavaco Silva por miúdos”

O primeiro-ministro admitiu que a declaração do Presidente da República na quarta-feira não foi de fácil entendimento. Foi preciso “trocar por miúdos”, afirmou.
Passos Coelho: “É preciso trocar declaração de Cavaco Silva por miúdos”
Miguel Baltazar
Nuno Aguiar 12 de julho de 2013 às 12:57

Pedro Passos Coelho referiu-se esta sexta-feira às declarações de Cavaco Silva, dando a entender que elas não foram de compreensão fácil. “É preciso trocar aquilo por miúdos. Saber o que aquilo significa”, afirmou.

 

O Presidente da República, na última quarta-feira, 10 de Julho, recusou-se a convocar eleições antecipadas devido à crise política despoletada pelo pedido de demissão de Paulo Portas. Mas também não deu luz verde à proposta de remodelação governamental apresentada por Passos Coelho e Paulo Portas.

 

Na declaração, Cavaco Silva afirmou que "o país necessita urgentemente de um acordo de médio prazo entre os partidos que subscreveram o programa", realçou. “Este compromisso deve assentar em três pilares”, sendo que o primeiro passa por um processo de eleições que coincida com “com o fim do programa”, que corre em Junho do próximo ano. “O compromisso de salvação nacional deve envolver os três partidos que subscreveram o memorando”, salienta.

 

O Presidente da República admitiu que esta seria uma missão difícil e sugeriu que se recorresse a uma “personalidade de reconhecido prestígio” caso não houvesse um acordo entre os três partidos.

 

Cavaco Silva disse ainda existirem outros instrumentos à disposição para se resolver esta crise política.

 

Os partidos e o Governo foram apanhados de surpresa. Cavaco Silva afirmou que iria contactar de “imediato” as forças políticas e as reuniões decorreram ainda na quinat-feira.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI